A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

25/11/2015 13:23

STF determinou buscas e apreensões em 13 endereços de 4 estados

Michel Faustino
Caminhonete da Polícia Federal estacionada na residência do senador Delcídio do Amaral, no Bairro Itanhagá Park (Foto: Marcos Ermínio)Caminhonete da Polícia Federal estacionada na residência do senador Delcídio do Amaral, no Bairro Itanhagá Park (Foto: Marcos Ermínio)

A pedido da PGR (Procuradoria-Geral da República), o STF (Supremo Tribunal Federal) determinou, nesta quarta-feira (25), buscas e apreensões em 13 endereços residenciais e comerciais no Distrito Federal, São Paulo, Rio de Janeiro e Mato Grosso do Sul. As diligências foram autorizadas pelo ministro relator Teori Zavascki.

Conforme o STF, as medidas têm finalidade de coletar provas de praticas de crime contra administração pública e lavagem de dinheiro. Além de outros crimes relacionados a associação criminosa. A determinação é para que documentos, equipamentos eletrônicos e até mesmo veículos sejam apreendidos.

As diligências ocorreram nos endereços residenciais e comerciais de André Santos Esteves, Edson de Siqueira Filho, ambos no Rio de Janeiro, do senador Delcidio do Amaral, no Distrito Federal, São Paulo e Mato Grosso do Sul e de Diogo Ferreira Rodrigues, assessor do senador.

Além de cumprir os mandados de apreensão, a Operação Lava Jato prendeu na manhã de hoje, Delcídio do Amaral, além do seu chefe de gabinete, Diogo Ferreira, o banqueiro André Esteves, do BTG Pactual e o advogado Edson Ribeiro, que atuou para o ex-diretor da Petrobras, Nestor Cerveró.

A prisão do senador foi autorizada pelo STF, depois que o Ministério Público Federal, por meio do procurador Rodrigo Janot, apresentou evidências que o petista estava tentando atrapalhar as investigações da Lava Jato e impedir a delação premiada do ex-diretor da Petrobras, Nestor Cerveró. A promessa era de repassar R$ 4 milhões e ainda articular um plano de fuga.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions