A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

20/10/2015 14:01

Feita em MS, produção de carne especial de Nelore cresce 340%

Liana Feitosa

O Brasil atingiu produção de 201 toneladas de carne Nelore Natural nos últimos dois meses, agosto e setembro, segundo a ACNB (Associação dos Criadores de Nelore do Brasil). Em agosto, a produção aumentou 340% com relação aos números alcançados nos meses anteriores e ocorre, principalmente, na unidade de Bataguassu, cidade a 335 quilômetros de Campo Grande.

Esse tipo de carne é produzido em parceria com a Marfrig Global Foods e é denominado "natural" porque é obtido de animais criados a pasto, de forma sustentável, alimentados com capim durante a maior parte de sua vida. A ACNB monitora todas as etapas do processo de produção, desde as fazendas até a seleção e embalagem dos cortes.

De janeiro a julho deste ano o volume total foi de 75 toneladas, mas em agosto a produção dessa qualidade chegou a 104 toneladas. Em setembro, o número apresentou ligeira queda, 97 toneladas, mas se manteve superior aos meses anteriores.

De acordo com a associação, o aumento no volume de produção se deve à readequação da estratégia comercial adotada pela Marfrig para a linha de cortes Nelore Natural.

Antes, a estratégia estava direcionada somente em cortes para churrasco. No entanto, agora a produção foi ampliada para os demais cortes de traseiro, dianteiro e costela. Essa mudança na operação é resultado de parceria entre a ACNB, a Marfrig e a Coopercica, rede de supermercados da cidade de Jundiaí (SP).

Seis unidades da Coopercica são atendidas pela Marfrig Global Foods com a carne Nelore Natural com cortes como picanha, coração de alcatra, maminha, fraldinha, lagarto, patinho, acém, contrafilé, costela, coxão duro, cupim, filé mignon, músculo, paleta e ponta de peito.

"Essa carne é extremamente magra em sua porção vermelha e só possui gordura externa ao corte, o que permite a separação no momento do preparo ou do consumo, contribuindo para o seu sabor", explica o diretor comercial da Marfrig Beef, Marcelo Proença Cury.

A produção dessa carne é atendida pelo PQNN (Programa de Qualidade Nelore Natural), que dá premiações aos pecuaristas associados da ACNB sobre o valor da arroba de seus animais da raça Nelore. As premiações variam de acordo com a qualidade dos animais abatidos e classificados. Atualmente 500 pecuaristas participam do programa em cinco estados brasileiros.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions