A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 22 de Setembro de 2018

16/06/2018 10:30

Familiares dizem que acidente que matou 2 foi crime e não “fatalidade”

O casal Luiz Vicente da Cruz e Aparecida de Souza Cruz morreram no local do acidente

Leonardo Rocha e Bruna Kaspary
Acidente ocorreu na rua Cândido Mariano, no centro da cidade (Foto: Saul SchrammAcidente ocorreu na rua Cândido Mariano, no centro da cidade (Foto: Saul Schramm

Os familiares de Luiz Vicente da Cruz, de 69 anos, e Aparecida de Souza Cruz, 59 anos, disseram que o acidente de carro que resultou na morte do casal, não se tratou de uma “fatalidade” e sim de um crime, já que o responsável pela colisão estava com o veículo em contramão e com sinais de embriaguez.

“Não foi fatalidade e sim um crime. Todos da família estão inconsoláveis, alguns em estado de choque, pela maneira que eles perderam a vida, inconformados com esta acidente”, disse a sobrinha das vítimas, Mirian Anastácio Ribeiro Souza, de 43 anos, que está participando do velório, nesta manhã (16), na Pax Nacional, que fica na Avenida Ernesto Geisel.

Ela contou que os familiares resolveram deixar o caixão lacrado, para que todos que conheciam o casal possam lembrar deles “como sempre foram”. Também contou que na hora do acidente, Luiz Vicente estava levando a esposa para o trabalho. “Ela era diarista e na sexta-feira (15) tinha trabalho em duas residências”.

A sobrinha disse que o único sentimento confortante é que “nenhum vai sofrer pelo outro”, depois de um casamento de 44 anos, deixando duas filhas, uma de 36 e outra de 31 anos. Já Vânia de Souza, que também é sobrinha, destacou que as duas (filhas) não saem de perto dos pais e que até o momento não pararam “nem para dormir” de tanta tristeza.

Conforto – Ronaldo Neves, que é patrão de uma das filhas, disse que elas viviam e cuidavam muito dos pais, ainda moravam juntos e que será um momento dífícil. “Era a razão da vida dela, será muito difícil neste momento, encontrar outro motivo para viver”.

Está previsto que o cortejo com os corpos deixe o local do velório por volta das 15h30, quando seguem para o sepultamento que vai ocorrer no Cemitério Monte das Oliveiras, que fica na Avenida Guaicurus, região sul da cidade.

Caso – O acidente ocorreu ontem (15) por volta das 5h30, na rua Marechal Cândido Mariano Rondon, na área central de Campo Grande. No trecho que fica entre a Rua Aquidauana e a Avenida Calógeras foi interditado.

A colisão aconteceu entre um veículo Fiat Uno (branco), que invadiu a rua em contramão, atingindo o Corsa Sedan (prata), onde estava o casal Luiz Vicente da Cruz e Aparecida de Souza Cruz. Os dois morreram no local.

O motorista do Fiat Uno, Saulo Lucas Barbosa Vieira, 27 anos, seguiu para Santa Casa e depois foi preso por provocar o acidente e dirigir sob efeitos de álcool. Ele já havia sido detido em outra ocasião, justamente por conduzir veículo embriagado. Porém naquela oportunidade, em dezembro de 2016, ele pagou fiança e foi liberado pela Justiça.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions