A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 15 de Outubro de 2019

19/01/2016 13:40

Por que incluir o intercâmbio nas suas metas?

Por Ana Luisa D´Arcádia Siqueira (*)

Fazer um intercâmbio é o desejo de muitos brasileiros. Muitos acabam desistindo por imaginar que o investimento seja algo inatingível. O fato é que estudar no exterior é possível e, para dar certo, é preciso apenas um pouco de planejamento. Se você deseja realizar esse sonho e colocar o intercâmbio como meta para 2016, vem comigo!

Para iniciar o planejamento, o melhor é listar todos os gastos que você terá, incluindo os custos com curso, acomodação, alimentação, passagem, seguro saúde etc. O ideal é analisar as finanças pessoais antes de decidir o destino e o tempo de viagem, assim dá para saber quanto é possível reservar por mês. Depois disso fica mais fácil projetar uma data de embarque - é muito importante definir a data, mesmo que mude, este será o ponto de partida para tomar todas as decisões referentes ao intercâmbio, inclusive o destino.

Por falar em data, viajar em baixa temporada é uma excelente forma de economizar. Além da passagem aérea, acomodação e curso também podem sair mais em conta. Durante as altas temporadas é comum que as escolas cobrem uma taxa extra. O período de alta temporada varia de escola para escola, mas geralmente é no verão e em feriados importantes do país de destino.

Em relação à passagem aérea, quanto mais cedo se compra, maiores as chances de se conseguir um bom preço. É bom ficar atento porque alunos com até 35 anos tem direito a passagem de estudante, que oferece tarifas mais convidativas e maior flexibilidade para mudanças nas datas de embarque.

Antes de sair do Brasil, o aluno deve fechar o local onde ficará hospedado. Uma dica importante é não fechar a acomodação por todo o período caso o curso seja de longa duração. O aluno pode procurar outros estudantes para dividir apartamento ao chegar no destino, o que sai mais em conta. Para cursos de curta duração, o melhor é já embarcar com a acomodação para todo o período. Vale buscar o local mais barato que pode ser quarto compartilhado em residência ou casa de família, ou ainda algum hostel da cidade. O valor varia conforme o destino.

Quando se chega à cidade, é possível economizar em refeições e passeios. Comprar comida no supermercado e preparar na acomodação é bem mais barato do que comer em restaurantes. Se informar sobre o destino também é essencial para economizar. Em cada local há opções de passeios sem custos ou com um valor bem baixo.

Além de todas essas dicas, em alguns destinos, como Austrália, Nova Zelândia e Irlanda, é permitido que estudantes trabalhem. Cada país tem suas regras para a permissão e esta é uma ótima maneira de bancar as despesas.

São muitos detalhes, por isso é importante que o aluno encontre uma boa agência para auxiliar no planejamento do intercâmbio. Consultores educacionais bem preparados podem dar dicas preciosas do destino, curso, passagem e também das melhores formas de economizar. Além disso, algumas agências oferecem a possibilidade de dividir o valor do pacote.

Com um bom planejamento, é possível encontrar um intercâmbio que caiba no bolso. Viver uma experiência no exterior é inesquecível e vale todos os esforços. Colocar a viagem como meta de ano novo e planejar os detalhes pode ser a diferença para atingir o objetivo. Afinal, quando sabemos onde queremos chegar fica mais fácil definir o melhor caminho.

(*) Ana Luisa D'Arcadia de Siqueira é diretora de marketing da Global Study, franquia de intercâmbios.

O impeachment nos EUA e no Brasil
O impeachment é um instituto elaborado pelo sistema jurídico-político britânico e que se faz presente tanto nos EUA quanto no Brasil. Ainda que a ori...
A beleza de ser professor
Transformar sonhos em realidades, ser "ponte" onde esses sonhos caminham no cotidiano de grandes desafios e conquistas. Quando buscamos o significado...
As lições a serem aprendidas com o lago do Parque das Nações Indígenas
“Nesta terra molhada”, após 5 meses com inúmeras iniciativas, do governo e sociedade, o lago artificial do Parque das Nações está voltando a produzir...
Gestão pública é o caminho contra a corrupção
A corrupção é pré-requisito do desenvolvimento, já dizia Gunnar Myrdall, Prêmio Nobel de Economia, em 1974. Ou seja, esse mal é algo comum e enraizad...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions