A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

28/10/2013 08:56

Afonso Pena vira "balada", deixa sujeira e tira o sono de muita gente

Helton Verão
Garrafas das mais variadas bebidas alcoólicas podem ser encontradas no sábado pela manhã e no domingo também.  (Foto: João Garrigó)Garrafas das mais variadas bebidas alcoólicas podem ser encontradas no sábado pela manhã e no domingo também. (Foto: João Garrigó)

Os altos da Avenida Afonso Pena alterna seu público frequentador conforme o período, diurno ou noturno. Durante o dia famílias, esportistas, pessoas das mais diferentes faixas de idade. Do final da tarde à madrugada, a via se transforma em uma verdadeira balada. Sem organização, segurança e o que mais “judia” da avenida, sem a sensibilidade das pessoas em manter a limpeza. Quando o dia amanhece resta apenas a sujeira.

Uma família que passeava em meio as garrafas lamenta a situação e questiona como educar as crianças se tudo que eles veem é sujeira. “Não sei como pedir para não jogar se toda vez que venho caminhar, eles veem toda essa sujeira. Dificilmente vejo ela (avenida) limpa”, critica a auxiliar administrativa Bruna Lopes, 28 anos.

A balada a céu aberto deixa um rastro que mancha a imagem da cidade e tira o sono de toda região (Foto: João Garrigó)A "balada" a céu aberto deixa um rastro que mancha a imagem da cidade e tira o sono de toda região (Foto: João Garrigó)
Choveu muito neste domingo, com tanto lixo é quase que impossível a água escoar pelo bueiro (Foto: João Garrigó)Choveu muito neste domingo, com tanto lixo é quase que impossível a água escoar pelo bueiro (Foto: João Garrigó)

De acordo com Bruna, a situação queima o filme da cidade que tem em sua avenida mais famosa uma imagem feia e que mostra o lado ruim do campo-grandense. Ela cogita procurar outro lugar para ir com os dois filhos ou até mesmo dar um tempo com a Afonso Pena. “Venho até ela por ser a mais pacata para caminhar num domingo. Mas está difícil, não sei se seguirei vindo aqui”, cogita.

Moradores do bairro Santa Fé, distante a pouco mais de três quilômetros dos altos da Afonso Pena, reclamam do barulho do som alto aos fins de semana. “Não somos nem vizinhos colados da região e não conseguimos dormir a noite, imagina quem mora mais perto. Noite passada mesmo (sábado) tivemos que dormir na sala que era o lugar onde se ouvia mais baixo o barulho da bagunça”, revela a fonoaudióloga Valeria Caldeira, 37.

Valéria e a família se mudaram em julho para o Santa Fé e lembram que desde setembro não conseguem mais dormir noites completas nos fins de semana. “Nosso filho foi fazer Enem neste fim de semana após duas noites mal dormidas, influência diretamente na vida de toda uma região”, lamenta a fonoaudióloga.

Lei do Silêncio - Quem incomoda vizinhos com qualquer tipo de som alto está sujeito ao que dispõe o Artigo 42 da Lei das Contravenções Penais, federal. 

Em vigor desde 1996, a Lei Municipal do Silêncio, que começou a ser “aplicada” nos últimos meses, causou polêmica em Campo Grande e fez com que bares se remodelassem para continuarem fornecendo música ao vivo a seus clientes, será estudada pela Comissão de Cultura da Câmara Municipal para poder passar por uma possível modificação.

Para quem provoca tais incômodos, é de um ano de prisão a pena prevista na Lei das Contravenções. Teor semelhante consta no Código Ambiental Brasileiro. Pelas leis federais, para a denúncia ser acatada é necessário que o incômodo atinja mais do que uma única pessoa ou família. Pela grande maioria das leis municipais, a denúncia é acatada também quando encaminhada por um único indivíduo.



afonso pena é a praia que falta em campo grande, e pra la que as pessoas vão...a prefeitura deve fazer sua limpeza por ser um ponto turistico
 
samuel vosni em 01/11/2013 09:59:27
pela imagem que vi é uma vergonha onde anda a turma responsável pela cidade


 
ivanir martins em 29/10/2013 12:12:42
Moro no Vivendas do Bosque, me pergunte se dormimos bem? Neste último sábado a balada em via pública foi até o amanhecer. Que cidade é esta? Que povo é este que sai não sei de onde para vir perturbar por aqui? Onde está o direito do cidadão ao descanso?
 
Paula Cristina em 28/10/2013 23:58:16
eu acho que la é o melhor lugar em CG para ficar de boas tomando um tereré e conversando com amigos acho sim que deveriam colocar mais cestos de lixo e ter mais policia não para proibir e multar mais sim para reprimir e manter a ordem!!! os jovens precisão muito de lugares como afonso pena!!! MAIS LAZER MENOS DROGAS!!! A juventude sem lazer, ambição de carros e motos bonitos e de ver gente bonita!! vai cada vez mais si enfiar no sub mundo!!! só acho!!!
 
elvin pereira em 28/10/2013 21:39:54
Um absurdo a falta de respeito e educação destes badernantes. Saem de bairros, tumultuam a vida de muita gente, e ficam impunes? Autoridades qual é a solução??
 
Christiano Henrique Souza Pereira em 28/10/2013 21:32:47
Aquilo ali é descaso total das autoridades. Cadê o policiamento de trânsito para atuar o álcool e a irresponsabilidade de pessoas sem limites. Lamentável o que fazem na principal avenida de Campo Grande. Terra sem lei. Manda quem tiver mais bêbado.
 
Antonio Almeida em 28/10/2013 20:57:43
Tem que começar multando os agroboys que andam com o som lá nas alturas. Passam às 2, 3 da manhã com aquela m.. de funk que chamam de música. Depois, ficam apostando racha na Afonso Pena e, por fim, jogam toda a sujeira na rua.... Por que não jogam garrafas e papéis no chão da sua casa?
 
Samuel Klein em 28/10/2013 14:10:48
Se você apoia a ética e respeito entre os cidadãos compartilhe essa noticia.
Queremos um país melhor, logo, a mudança de conduta começa na forma de agir de cada cidadão.
ABAIXO O SOM ALTO NOS VEÍCULOS! Coloque seu som apenas para você ouvir, eu não quero ouvir sua música, os vizinhos também não querem.
Queremos dormir, somos trabalhadores, estudantes, crianças, idosos. Estamos adoecendo com esse barulho.
Se queremos paz, que ela comece por nossas atitudes.
Se queremos respeito, comecemos a respeitarmos o próximo.
Se queremos ética, que ela esteja em nossas relações com o outro, mesmo que não saíbamos quem é o outro.
 
Elainy Garcia em 28/10/2013 13:18:21
esperar educação destes leleks e destas novinhas que saem dos seus ninhos periféricos para ir sujar e incomodar os outros longe de suas tocas é o mesmo que esperar dinheiro nascer em arvore nunca irá acontecer
 
Ribamar Virgulino em 28/10/2013 12:51:31
NUNCA VI ALGUÉM SER PENALIZADO POR ESSA LEI SOBRE BEBIDA ALCOÓLICA EM CAMPO GRANDE, AS AUTORIDADES NÃO CUMPREM, O CIDADÃO FINGE QUE NÃO SABE E FICA TUDO LINDO.NO PAPEL É BOM DE SE VER, MAS NA PRÁTICA...
ENFIM, A CIDADE QUE É CONSIDERADA A 4ª CAPITAL COM MELHOR QUALIDADE DE VIDA ESTÁ REGREDINDO, E NÓS SOMOS OS MAIORES CULPADOS POR NÃO COBRAR DE QUEM DEVE SER COBRADO, O RESULTADO DISSO SÃO AUTORIDADES INCOMPETENTES E OMISSAS, QUE SÓ SE PREOCUPAM EM SE MANTER NO CARGO E O CIDADÃO REFÉM DA BEBIDA DOS ALCOÓLATRAS EM VIA PÚBLICA E DOS CONDUTORES PORQUE NÃO EXISTE LEI SECA EM CAMPO GRANDE, ESSA É A VERDADE.VAMOS NOS TRANCAR EM CASA, QUEM SABE ASSIM TEREMOS TRANQUILIDADE!!!
 
Antonio Carlos em 28/10/2013 12:46:47
Já dizia Schopenhauer: "a inteligência é inversamente proporcional à capacidade de aguentar barulho".

E é verdade, como demonstra a falta de empatia e de civilidade, manifestas pela perturbação aos vizinhos e pela sujeira que resta.
 
Guilherme Arakaki em 28/10/2013 12:05:13
Depois de algumas doses, sabe se lá o que é sujeira. De bêbado não tem dono.. saiu dali se não morrer em acidente é matar alguém, sem falar na poluição sonora.. enfim é perturbador..
 
Carlos Lamarca em 28/10/2013 11:39:45
Gostaria somente que alguém me explicasse para que serviu a criação dessa lei, e onde está a polícia militar e a semadur para fiscalizar e fazer a cumprir manutenção da ordem pública???Somente isso!!!???
Lei Complementar de Campo Grande/MS, nº 189/2011 de 19/12/2011
DISPÕE SOBRE A PROIBIÇÃO DO CONSUMO DE BEBIDAS ALCOÓLICAS NA FORMA QUE ESPECIFICA E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.Art. 1º Fica vedado o consumo de bebidas alcoólicas por aglomerados de pessoas em vias, prédios e praças públicas, dentro do perímetro dos postos de serviços e de abastecimentos de veículos, área externa das conveniências(...) Cadê as autoridades responsáveis???????????????
 
Maria Fialho em 28/10/2013 11:35:34
ISSO NAO É QUESTAO DE NAO TER OPÇAO DE IR COM CUSTO BAIXO EM CAMPO GRANDE, E QUESTAO DE EDUCAÇAO, E EDUCAÇAO SE ADQUIRE OU SE APRENDE, NAO SE COMPRA.
IMAGINO A CASA DESSE POVO!!!!!!!!.... QUE FAZ ISSO NA CASA DOS OUTROS.
DEUS QUE ME LIVRE....
 
JUVENIL CASAGRANDE em 28/10/2013 11:29:58
A discussão não é sobre aonde ir mas sobre educação e respeito. Recolher o próprio lixo é o mínimo que se pode esperar nesse sentido.
 
Leonardo Kruger em 28/10/2013 10:58:04
O problema da pertubação da paz e o descumprimento da lei do silêncio atinge vários lugares da cidade. Por exemplo a Bralar da Ceará, que vende bebidas 24h, os moradores da região, já na quinta-feira começam a perder a tranquilidade, pois no local acontece um ajuntamento de jovens e adultos com a disputa do som veicular mais alto, e as mulheres com as roupas mais curtas. Acontece brigas no local, ponto de drogas e tudo o que não deveria acontecer. O que foi feito? Nada. Os moradores da região e prédios já cansaram de pedir ajuda às autoridades e nada é feito. Por que o Campo Grande News, não faz uma reportagem com esse foco. O desrespeito, à família, em geral está ficando descontrolado. Hoje estamos sob o comando da ditadura da minoria prevalecendo sobre o da maioria.
 
Tatiana Pereira em 28/10/2013 10:51:39
Andam mandando fechar vários bares, casa de shows de Campo Grande. Que opção que os campograndenses andam tendo pra sair? Alguns desses "lesionados" parecem optar pela afonso pena. Acabaram por tendo que unir o barato com o convencional, devido a falta de opção do que fazer nos fds em CG.
Mas nada justifica a porquice de deixar a avenida desse jeito. Que que custa colocar numa sacola? Ou recolher o lixo no carro até chegar em casa.?
 
Isadora Santana em 28/10/2013 10:40:49
Concordo com a parte da sujeira que é deixada no dia seguinte, porém não podemos esquecer que não há opção barata para os jovens campo grandenses se divertirem aos finais de semana, é muito facil julgar quando se tem dinheiro para ir à barzinhos e baladinhas, ao invés de só criticarem nos dê outra opção!!!! Podem falar o que quiser afinal vivemos em um Estado democrático.
 
Carolina Nogueira em 28/10/2013 10:30:18
Total falta de respeito, hoje quando passei de manhã tava um caos, lixo espalhado nos canteiros e calçada.Final de semana é um verdadeiro inferno,é um monte de desocupados que vão para o alto da afonso Pena, o pior que é só neguinho de carrão ligam som no alto volume, parece que ficam disputando quem toca mais alto,nem se importam com a Lei do Silêncio.CADÊ AS AUTORIDADES QUE DEVIAM ESTAR LÁ MULTANDO TODO ESSE PESSOAL!!!!!!!!!!
 
Girsiley Leite Lara em 28/10/2013 10:02:15
Faltou policiamento, a policia tem que acompanhar quando há grandes aglomerações de pessoas em um só local, sei que ainda não temos a lei que pune quem joga lixo na rua, mas só a presença da policia já frusta os bebuns que ficam jogando garrafa no chão, ontem mesmo eu tava na porta de um restaurante quando um carro deu ré e explodiu a garrafa que jogaram na rua próximo ao pneu do veículo, voou caco pra todo lado, quase pegou um estilhaço no olho de uma pessoa, enfim, não precisa ser crime, é só pedir para o cidadão jogar o lixo no lixo e pronto.
 
maximiliano nahas em 28/10/2013 09:59:52
Como o ser humano é imundo, um lugar tão agradável pra encontrar-se com os amigos e tomar um tereré... mas as pessoas não tem um pingo de respeito e educação!!! se todos recolhessem seu próprio lixo seria uma maravilha!!!
 
cristina alves em 28/10/2013 09:47:05
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions