A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

13/08/2012 11:42

Amigo diz que Richard não bebeu no dia em que atropelou e matou segurança

Francisco Júnior e Mariana Lopes

Argeu Amorin Silveira era o amigo que estava com Richard no motel na madrugada em que ele atropelou e matou o segurança David Del Vale Antunes, de 31 anos.

Ex-namorada de Richard chega para depor no Fórum. (Foto: Rodrigo Pazinato)Ex-namorada de Richard chega para depor no Fórum. (Foto: Rodrigo Pazinato)

O rapaz que estava na companhia de Richard Ildivan Gomide, que atropelou e matou o segurança David Del Vale Antunes, de 31 anos,no dia 31 de maio deste ano, disse que o amigo não havia bebido na noite do crime. Argeu Amorin Silveira confirmou em depoimento na manhã de hoje, 2ª Vara do Tribunal do Júri de Campo Grande, que ele e o amigo contrataram uma garota de programa e que Richard queria dar uma lição na namorada.

Segundo Argeu, ele estava na casa do amigo assistindo ao jogo do Brasil contra os Estados Unidos e que Richard durante todo esse tempo só tomou tereré. Ele conta que outros amigos foram para o local e levaram duas namoradas.

Conforme o rapaz, a namorada de Richard ficou sabendo que tinha outras meninas no local e ligou para ele tirando satisfações, já que ele não havia deixado ela ir assistir ao jogo na casa dele.

Argeu relatou que com a discussão, Richard ficou muito nervoso e após o grupo de amigos ir embora de sua casa, o convidou para dar uma “festinha” como forma de lição a namorada, que segundo ele, nos últimos dias estava pegando muito no “seu pé”.

Argeu disse que eles ligaram para duas garotas de programas combinando o encontro em um motel. Segundo ele, os dois já estavam no quarto quando uma garota apareceu no local. Eles haviam levado uma garrafa de frisante, mas como estava quente resolveram pedir outra.

O rapaz disse que fez sexo com a garota enquanto Richard ficou na banheira. Argeu afirma que deu falta do celular e vasculhou o quarto à procura do aparelho. Ele disse que encontrou debaixo da bolsa da garota. Nesse momento, ela saiu do banheiro e achou que ele estava mexendo na bolsa e os dois acabaram discutindo.

Segundo Argeu, o amigo Richard se meteu na discussão. Em seguida, a garota pegou o celular dela e disse que iria legar para uma amiga informando o que estava acontecendo. Richard pegou o aparelho e jogou na parede.

Ele relata que depois da confusão, os dois deixaram o motel, Richard o deixou em casa e foi embora.

A garota de programa também prestou depoimento nesta manhã e afirmou que viu Richard bebendo no motel. Segundo ela, Richard chegou a apontar uma arma para ela e apertar seu braço depois da discussão que teve com Argeu, após flagrá-lo, conforme ela, mexendo em sua bolsa.

A garota disse que conseguiu sair do quarto, deixando sapato e bolsa para trás. Ela viu o momento em que os dois amigos saíram do motel. Segundo ela, os dois ainda discutiram com funcionários do local.

Também foram ouvidos nesta segunda-feira (13), a ex-namorada de Richard, o pai dela e os dois amigos.



Essa é a testemunha de defesa? Então é a versão do amigo do Richard contra a versão de oito testemunhas. Inclusive os policiais. Eu acho muito difícil, para não dizer impossível, que esse caso não vá a juri popular! Posso estar enganada, mas se isso ocorrer será uma nódoa indelével para o judiciário de MS.
 
Paula Lutero em 13/08/2012 01:29:30
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions