A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 22 de Outubro de 2018

21/09/2018 21:07

Comparsa de Nando é condenado a 1 ano de prisão por ocultação de cadáver

Jean Marlon vai cumprir a pena em regime aberto

Adriano Fernandes
Jean durante a sessão de julgamento desta sexta-feira (21). (Foto: Henrique Kawaminami) Jean durante a sessão de julgamento desta sexta-feira (21). (Foto: Henrique Kawaminami)

Levado a júri nesta sexta-feira (21), Jean Marlon Dias Domingues – o comparsa de Luiz Alves Martins Filho, o “Nando” -, foi condenado a pouco mais de um ano de prisão em regime aberto pelo assassinato de Lessandro Valdonado de Souza em agosto de 2016.

O conselho de sentença, por maioria de votos, atendeu a sustentação da defesa quanto à absolvição por falta de provas que comprovassem a autoria de Jean no homicídio, mas manteve a condenação por ocultação de cadáver.

Jean Marlon foi condenado há exatos um ano, um mês e dez dias de prisão, em regime aberto. O próprio “Nando” e Talita Regina de Souza, também envolvidos no crime, serão julgados por este crime em outra data, ainda a ser definida pela justiça.

O julgamento foi desmembrado já que a mulher entrou com recurso e por divergências nos depoimentos o defensor público Gustavo Henrique Pinheiro Silva pediu que o júri de Nando seja remarcado.

Assassinato 

Segundo consta na denúncia, a vítima teria visto Talita traindo seu marido. Por isso, a mulher com a ajuda de Jean e “Nando” mataram participaram da execução da vítima com uma corda. Eles enterram o corpo do menino no cemitério clandestino criado pelo serial killer. Os restos da vítima foram encontrados meses depois quando “Nando” foi preso e confessou os assassinatos.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions