A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

11/01/2013 17:19

Contra mosquito da dengue, Crea fiscaliza canteiros de obras

Nícholas Vasconcelos e Helton Verão
Fiscais verificam parte técnica e possíveis focos nos canteiros. (Foto: Rodrigo Pazinato)Fiscais verificam parte técnica e possíveis focos nos canteiros. (Foto: Rodrigo Pazinato)

Para tentar reduzir o número de casos de dengue em Campo Grande, o Crea (Conselho Regional de Engenharia e Agronomia) começou a fiscalizar as obras em andamento na cidade. O trabalho é realizado por 13 fiscais, que além de vistoriar a regularidade das obras do ponto de vista técnico, procuram focos do Aedes aegypti e orientam trabalhadores sobre como combater a dengue.

Nesta sexta-feira (11), os funcionários do Conselho passaram pelo bairro Monte Castelo, uma das 15 áreas em que a cidade foi dividida. A previsão é de que as vistorias sigam até o fim do período das chuvas na Capital e interior do Estado.

Este é o sétimo ano da campanha “Não de cobertura ao mosquito da dengue” e os fiscais do Conselho já observam uma mudança de comportamento por parte dos trabalhadores da construção civil.

 

Trabalho do Crea tem ajudado a diminuir os focos de dengue nas obras há sete anos. (Foto: Rodrigo Pazinato)Trabalho do Crea tem ajudado a diminuir os focos de dengue nas obras há sete anos. (Foto: Rodrigo Pazinato)

“Antigamente as obras era sujas e mal cuidadas e desde que a campanha começou se observa a mudança no comportamento”, explicou Delma Ramos, gerente de orientação e fiscalização do Crea.

Nas obras, são vistoriados recipientes que possam acumular água como carrinhos de mão, betoneiras, masseiras e lonas. Ela também representa os engenheiros e agrônomos na comissão de combate à dengue da Prefeitura de Campo Grande.

Em caso de irregularidades de competência técnica, os responsáveis têm 10 dias úteis para regularizar a situação. Se for constado um foco do mosquito da dengue, a Prefeitura e a Sesau são notificadas e entram em contato com o responsável pela obra.

“As pessoas estão se conscientizando mais sobre a dengue e as obras estão mais limpas e organizadas”, comenta o agente de fiscalização Alisson Leite, um dos 13 que percorre as construções da cidade.

No próximo dia 22, os agentes do Crea se reúnem com a secretaria de Saúde para receber novas orientações sobre o combate a dengue.

Segundo a Sesau, nos últimos cinco dias 16.993 pessoas procuram as unidades de saúde com sintomas da dengue em Campo Grande. Dessas, 2.923 casos foram notificados como suspeito da doença.



POR FAVOR!, PESSOAS ESTÃO MORRENDO, ANUNCIEM QUE A PREFEITURA ABRIU MAIS 7 UNIDADES DE APOIO PARA DENGUE PRO PESSOAL PODER UTILIZAR, TENHO TRES FAMILIARES COM DENGUE EM ESTADO GRAVE!
 
Ricardo Emerson Ribeiro Silva em 12/01/2013 07:05:46
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions