A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

16/09/2011 09:57

Em obras, Praça Aquidauana vai virar lanchódromo a partir de segunda-feira

Aline dos Santos e Paula Vitorino

Comércio de lanches dá adeus à Afonso Pena devido a recapeamento

Praça já está em obras para ser endereço do lanchódromo. (Foto: João Garrigó)Praça já está em obras para ser endereço do lanchódromo. (Foto: João Garrigó)

A Praça Aquidauana será a partir de segunda-feira o novo endereço dos trailers de lanche instalados atualmente na avenida Afonso Pena, em Campo Grande.

“A previsão é que eles se mudem na segunda-feira à noite”, afirma o titular da Seintrha (Secretaria Municipal de Infraestrutura, Transporte e Habitação), João Antônio de Marco. Desde ontem a praça, localizada no Centro da cidade, está em obras.

“Não vai precisar fazer muita coisa. Só a construção dos banheiros, calçamento”, afirma o secretário, que calcula o custo da obra em R$ 70 mil. Os banheiros serão construídos no posto desativado da PM (Polícia Militar).

O comércio de lanches dá adeus ao tradicional ponto devido à obra de recapeamento da Afonso Pena, que inclui a retirada dos estacionamentos. Ao todo, há 22 trailers de lanche na avenida.

No mês passado, os donos de trailers e a prefeitura haviam acertado a instalação do lanchódromo no Horto Florestal. Porém, ontem o poder público divulgou a mudança de plano.

Na nota oficial, o prefeito Nelsinho Trad (PMDB) afirmou que quer incrementar a área verde no entorno do local. A mudança para o Horto despertou reclamações de atletas, pois a obra exigia a remoção da pista de bicicross, e de ambientalistas.

“Vão acabar com a praça” - Agora, na Praça Aquidauana o descontentamento parte dos moradores. “Achei que iam era revitalizar. Ninguém esperava uma coisa dessas. Vão acabar com a praça”, reclama o professor Júlio Hermes Nunes.

Segundo ele, não houve nenhum aviso prévio de que a área ia virar lanchódromo. “Isso é uma área residencial e não de comércio noturno. Por que não fizeram no Horto, que tem um espaço enorme. Vão fazer aqui, num espaço de 20 metros quadrados”, questiona Júlio.

O avanço da obra também preocupa a moradora Ângela Garcia, de 43 anos. “Aqui é área residencial. Como a gente vai conseguir dormir?”, diz. Ela também teme que o local atraia usuários de drogas e prostituição. “Não acredito que vai ter mais segurança”.

O morador João Higa, de 77 anos, lamenta o fim do sossego. “Gostava de ficar aqui, quieto na praça”. Morando próximo ao local e com casas alugadas na região, o empresário Francisco Siqueira, de 30 anos, é exceção em meio aos inúmeros descontentes. “Acho que vai ficar muito bom, com mais movimento”, avalia.

Área no Horto Florestal foi descartada ontem pela prefeitura. (Foto: João Garrigó)Área no Horto Florestal foi descartada ontem pela prefeitura. (Foto: João Garrigó)

Oportunidade - Os comerciantes também aprovam a chegada do lanchódromo. “Teve uma reunião na quarta-feira com os dogueiros, que aprovaram. Também achei bom, porque vai melhorar o espaço onde trabalho”, afirma o vendedor Tião da Garapa, que tem ponto na praça Aquidauana.

Dono de uma conveniência, Reginaldo Kotsi, de 40 anos, acredita que a mudança vai reviver a praça. “Vai melhora o movimento, vai reviver esse local”. A praça fica localizada próximo ao Instituto de Identificação.

A obra é realizada pela JW Serviços e Construção, que mantém dez funcionários no local. A rua Aquidauana está interditada pela Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito) a partir da Barão do Rio Branco. De acordo com Flávio Ribeiro, será removido o parque infantil e ampliado as vagas de estacionamento.

Fórum de Meio Ambiente reúne OAB e Promotoria para discussão sobre dogueiros
Reunião quer debater finalidade do Horto e ouvir opinião de moradoresO anúncio da transferência dos dogueiros da avenida Afonso Pena para o Horto Fl...
Ambientalista pede que OAB-MS impeça transferência de dogueiros
O coordenador de Meio Ambiente do Cedampo (Centro de Documentação e Apoio aos Movimentos Populares), Haroldo Borralho, protocolou hoje junto à OAB-MS...
Alegando impacto ambiental, vereador entra com ação no MPE para barrar lanchódromo
Parlamentar defende que o Horto deve ser visto como estrutura de apoio à sustentabilidadeAlegando impacto ambiental, o vereador Alex (PT) acionou o ...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions