A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 15 de Setembro de 2019

17/08/2019 10:26

Guarda municipal é demitido após ser preso por atirar em frente à conveniência

Decreto determinando a demissão foi publicado no Diário Oficial de Campo Grande seis meses depois do crime.

Geisy Garnes
Policial municipal após prisão. (Foto: Divulgação/Batalhão de Choque/Arquivo).Policial municipal após prisão. (Foto: Divulgação/Batalhão de Choque/Arquivo).

Foi demitido nesta sexta-feira (16) o guarda municipal Oscar Martimiano Gomes, preso pelo Batalhão de Choque em fevereiro deste ano por atirar em frente a uma conveniência, no Bairro Oliveira. A decisão foi publicada em uma edição extra do Diário Oficial de Campo Grande.

Segundo o decreto, assinado pelo prefeito Marquinhos Trad e pelo secretário municipal Agenor Mattiello, Oscar foi demitido por violar artigos do código de conduta dos servidores municipais.

Ele foi flagrado e preso com um revólver calibre 38 sem registro, no dia 16 de fevereiro deste ano. Na data, Oscar participava de uma festa de confraternização de ex-militares do Exército Brasileiro e foi até uma conveniência do bairro para comprar cerveja. Em frente ao estabelecimento, sacou a arma e disparou três vezes para cima.

Moradores que presenciaram o crime avisaram equipes do Batalhão de Choque que faziam rondas pela região e detalharam que o autor dos tiros estava em uma caminhonete Mitsubishi L200. O veículo foi encontrado pouco depois, estacionado em frente a uma casa da Rua Antônio João Escobar.

Em buscas pelo local, os militares encontraram em um cômodo nos fundos da residência, escondida debaixo de uma pia de mármore, o revólver calibre 38, com cinco munições. Diante do flagrante, Oscar confessou que a arma era sua.

Na época, foi levado para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Piratininga e indiciado por porte ilegal de arma de fogo de uso permitido e disparo de arma de fogo.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions