A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

23/01/2014 18:52

Jovem confessa que estava sob efeito de drogas ao queimar dois carros

Filipe Prado
Samuel afirmou estar sob o efeito de drogas e não saber o que motivou o crime (Foto: Cleber Gellio)Samuel afirmou estar sob o efeito de drogas e não saber o que motivou o crime (Foto: Cleber Gellio)

Alegando não saber do motivo, jovem que incendiou dois carros na Vila Nha-Nhá foi preso pela Polícia Civil. O rapaz relatou estar sob efeitos de drogas e que cuida de carros, na feira do bairro Piratininga, para sustentar o vício.

Samuel de Oliveira Carvalho, 18 anos, apesar de aparentar ser uma criança, já sustenta o vício em drogas há seis anos. Em depoimento o jovem disse estar sob efeito de pasta base de cocaína, comprada com o dinheiro que ele ganhou cuidando de carros. "Não sei porquê fiz isso, estava sob o efeito de drogas", afirmou.

De acordo com o delegado da 5ª Delegacia de Polícia Jairo Carlos Mendes, Samuel utilizou um caco de vidro e um isqueiro para incendiar os veículos. “Ele contou que cortou a mangueira de combustível dos carros, que foram escolhidos aleatoriamente, e depois colocou fogo com um isqueiro”.

Samuel foi encontrado na tarde de hoje (23) em sua casa, na Vila Nhá-Nhá, após diligência e investigações da polícia pelo bairro. Ele afirmou  que cometeu o crime sozinho.

A polícia suspeita que ele tenha sido o autor do incêndio que destruiu um caminhão bitrem no mesmo bairro, mas Samuel negou o crime.

O jovem será indiciado por crime de incêndio.

Apae recebe doação de brinquedos da campanha Compartilhe o Natal
Foi iniciado nesta segunda-feira (11) a entrega de brinquedos arrecadados na campanha "Compartilhe o Natal", realizado pelo Ministério Público Estadu...
Ação oferece serviço especial na UBSF do Tarumã nesta terça-feira
A UBSF (Unidade Básica de Saúde da Família) do Tarumã promove nesta terça-feira (12) diversas atividades voltadas para a promoção de saúde da populaç...
Prefeitura e Sebrae fazem estudo em lojas para revitalizar rua 14 de Julho
A prefeitura de Campo Grande a o Sebrae de Mato Grosso do Sul estão realizando na rua 14 de Julho, Centro da cidade, um estudo técnico em 230 lojas, ...


concordo com o antonio silva ,problema político,os viciado muitos deles fica em uma clinica de recuperação, mas quando recebe alta volta para o mesmo ambiente que estava ,sem apoio,somente da familia,se é, que tem,muitas já estão,desestruturada pelo problema,só sabe oque uma familia passa ,quem tem um em casa ,ou trabalha com dependente quimico.
 
**maria oliveira 25/01/2014 em 25/01/2014 10:02:37
E AINDA QUEREM LIBERAR A MACONHA!!!!!
 
Emilio Santana em 24/01/2014 11:20:50
* O PROBLEMA , NAO ESTÁ BEM AI NESSE JOVEM , ELE É UM VICIADO , O PROBLEMA ESTA NA POLITICA .
 
antonio silva em 24/01/2014 10:29:11
É por isso que me recuso a pagar flanelinhas, a grande maioria deles usam o dinheiro extorquido dos outros para se drogar.
 
Mathias Hanns em 24/01/2014 10:24:13
Daqui um tempo esse delinquente está com um pedaço de caco de vidro ou algo pior pra assaltar alguém, sob efeito de pasta base ou pior, e sem querer, sem saber o motivo do crime ele mata. Tadinho né? usuario de droga. Mete na cadeia
 
João Figueirero em 24/01/2014 09:13:45
É triste ver jovens perdidos no mundo das drogas =/
 
Tayná Chan em 24/01/2014 08:13:10
tá e agora? os donos dos carros vão ficar com o prejuízo?
esse pais é uma merda mesmo, se teve dolo teve crime e se é crime ele tem que pagar para a sociedade e para as pessoas que tiveram prejuízo com seus veículos.
Sinto muito aos donos dos carros incendiados. Agora, vai lá vc e coloca fogo na casa dele também pra ele sentir o que vcs estão sentindo.
 
Sérgio Marques de Alencar em 23/01/2014 23:36:22
Se esse camarada recebesse uma (coça daquelas bem boa), ele aprenderia a não fazer essa bandidagem com o patrimônio dos outros adquiridos com muito suor. Só fazem isso, porque sabe da impunidade. Se houvesse punição (pelo menos) de fazerem trabalhar para pagar o prejuízo causado as pessoas de bem com certeza pensariam três vezes antes de cometerem delitos. A impunidade premia os crimes deste e de outros tipos. A sociedade está perdida sem proteção do Estado responsável pela Constituição Federal de proteger a sociedade e não cumpre sua função. A polícia aqui, alí e acolá, até prende vez em quando esses delinquentes, má qualquer advogadozinho, sem nenhuma experiência processual vai lá e resolve, uma vez que crimes com menos de condenação de 4 anos o indivíduo não poderá ficar preso.
 
João Alves de Souza em 23/01/2014 23:10:18
Será que alguma das pessoas que teve o veículo incendiado e perdeu o seu patrimônio, não poderia ter a mesma ideia, com relação a esse sujeito, depois "ficar sob o efeito da raiva"?
 
Adriano Roberto dos Santos em 23/01/2014 21:33:43
uma caminhão não dois. esse cara anda com uma faca ameaçando todo mundo na vila,e digo mais ele tem mais de 50 furtos à residencia é só perguntar quem é ele na vila.....nao vai ficar preso. na verdade quem vai ficar refem dele é a populaçao....
 
rosana rocha em 23/01/2014 20:17:20
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions