A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

12/01/2013 10:56

Mutirão da dengue percorre mais 5 bairros da Capital nesta semana

Gabriel Neris
Prefeito de Campo Grande disse que mutirão se estenderá a outros cinco bairros (Foto: Gabriel Neris)Prefeito de Campo Grande disse que mutirão se estenderá a outros cinco bairros (Foto: Gabriel Neris)

Em meio à epidemia de dengue o prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), comentou na manhã deste sábado (12) na UBS (Unidade Básica da Saúde) do bairro Manoel Taveira, que o mutirão contra a doença focará nos bairros Itamaracá, Nova Lima, São Francisco, Santo Amaro e Vila Popular, a partir de hoje.

Conforme dados divulgados pela Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), nos dez primeiros dias do ano foram registrados 3.456 casos de dengue, média de 345 por dia. O secretário Ivandro Fonseca, confirmou que 16.993 pessoas procuraram as unidades de saúde com sintomas de dengue, sendo que 2.923 foram notificados.

Fonseca disse ainda que 10 pessoas tiveram que ser encaminhadas para hospitais para tratar a doença. Neste ano já houve uma morte por dengue. A vítima foi Vanderleia de Souza Oliveira, de 45 anos.

Mesmo com os elevados números da epidemia, Bernal considera positivo o enfrentamento ao mosquito Aedys Aegypti, transmissora da doença. “São 500 casos por dia. É um problema grave e o Poder Público está agindo”, discursa. O prefeito disse que os carros de fumacê da Sesau passaram por quatro mil quarteirões na Capital, e as equipes do mutirão visitaram 30 mil imóveis. Também foram recolhidas 300 caçambas de entulhos das ruas, segundo Bernal.

O prefeito ainda comentou que a maioria dos focos do mosquito da dengue foi encontrada em imóveis em construção. “Não é um problema exclusivo de Campo Grande, mas também não serve como desculpa”.

Em 9 dias, Campo Grande já tem quase 3 mil casos de dengue
Em apenas nove dias, o número de casos de dengue em Campo Grande chegou perto de 3 mil neste início de ano. A cidade vive, desde o fim do ano, um qua...
Prefeitura e TJ prorrogam renegociação de dívidas ajuizadas até 3ª
O programa de refinanciamento de dívidas da Prefeitura de Campo Grande foi prorrogado até o dia 19 de dezembro, a próxima terça-feira, no Centro de C...


E tem também o acumulo de lixo nas ruas e terrenos, em meu bairro a coleta de lixo é feita 3 vezes na semana, nunca faltou, é suficiente, mas as pessoas insistem em jogar lixo nos terrenos baldios. População tem ema parcela enorme de culpa nessa epidemia.
 
Anna Gonçalves em 12/01/2013 12:35:57
Eu já comentei aqui, tem que multar, mexer no bolso do morador... encontrou foco na casa? Multa! encontrou larva? Multa gravíssima!!! se der prejuízo no bolso, nunca mais terá dengue!!!! De mais de 400 focos encontrados sendo apenas em 8 em terrenos baldios segundo as últimas informações técnicas de certos bairros.. Não adianta só "conscientizar" não, há 20 anos estão trabalhando com conscientização e ainda estamos em epidemia!! É um absurdo isso!! Tem muitos moradores aí com piscinas sem tratamento adequado, vasos de plantas esquecidos, viajam e deixam as casas abandonadas... E sem nenhuma punição!! E quem paga isso?? Os azarados dos vizinhos! Não adianta o agente ir 1 vez no mês, sendo que o restante dos dias o morador deixa a casa "à Deus dará"...
 
Marcello Batio em 12/01/2013 11:58:20
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions