A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

25/01/2014 10:01

Nem atrás das grades morador se sente seguro com onda de assaltos

Viviane Oliveira
Ezequiel diz que a praça foi tomada por usuários de drogas. (Foto: Marcos Ermínio) Ezequiel diz que a praça foi tomada por usuários de drogas. (Foto: Marcos Ermínio)

Depois de dois crimes em menos de uma semana, moradores e comerciantes do Parque Novos Estados, região Norte de Campo Grande, dizem que estão com mais medo e, reclamam da onda de criminalidade no bairro.

Em uma volta na região, os entrevistados dizem que não se sentem seguros nem em casa, mesmo nos imóveis com muros altos, grades e cercas elétricas. Alguns, com medo de serem surpreendidos pelos ladrões, resolveram investir pesado em segurança privada.

Com seis câmeras espalhadas pelo centro comercial, grades nas janelas e monitoramento 24 horas, Núbia Caroline de Melo, 26 anos, conta que tem medo de passar muito tempo sozinha na loja.

Ela trabalha no comércio da mãe, que monitora o estabelecimento pelo computador e celular. “Sempre teve roubos e furtos na região, mas agora estão ocorrendo com mais frequência”, reclama.

O estabelecimento comercial fica na Rua Marquês de Leão em frente de uma praça, onde há uma concentração grande de jovens, que segundo os moradores vão ao local vender e usar droga.

“Tem muito fumador de maconha aqui”, lamenta o aposentado Ezequiel Barbosa, 60 anos, enquanto fazia exercícios na praça. Há três décadas no bairro, um morador que prefere não se identificar, reclama que a criminalidade aumentou depois que jovens de outros bairros começaram a usar a praça como ponto de encontro.

Na loja da mãe de Núbia, seis câmeras estão espalhadas pelo estabelecimento. (Foto: Marcos Ermínio) Na loja da mãe de Núbia, seis câmeras estão espalhadas pelo estabelecimento. (Foto: Marcos Ermínio)
Cadeados e grades foram colocados para evitar a ação dos marginais. (Foto: Marcos Ermínio) Cadeados e grades foram colocados para evitar a ação dos marginais. (Foto: Marcos Ermínio)

Crimes - Na última quinta-feira (16), uma funcionária de 22 anos estava sozinha em um comércio na Avenida Senhor do Bonfim, quando foi surpreendida por um bandido. De posse de uma arma, o acusado Emanuel de Jesus Meireles, 23 anos, assaltou o estabelecimento e estuprou a jovem.

Ele foi preso pela Polícia Militar na região do Nova Lima na sexta-feira (17), e levado para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário), do Centro, mas liberado porque não foi preso em flagrante e não havia mandado de prisão contra Emanuel. Enquanto estava preso, a vítima foi ao local e reconheceu o acusado.

Na noite de segunda-feira (20), quatro pessoas de uma família viveram momentos de terror ao serem surpreendidos por bandidos armados. Erico Luiz Werner, 58 anos, estava em frente da casa na Rua Itaparica quando o ladrão anunciou o assalto.

O homem estava armado com revólver calibre 32 e obrigou as vítimas a entrarem na casa. O assaltante dizia que sabia que Erico era dono de um posto de combustíveis, informação improcedente, conforme as vítimas.

Dentro da casa, o ladrão revirou todos os cômodos e prendeu Eurico e um cunhado em um quarto e duas mulheres em outro, elas foram obrigadas a deitar no chão. O assaltante conseguiu levar R$ 1,5 mil em dinheiro, várias roupas, quatro celulares, um notebook, um ipad e 11 relógios.

Operação - A chefe da assessoria de imprensa da Polícia Militar, major Sandra Alt, disse que foi reforçado o efetivo na região e nesta semana foram realizadas, em dois horários, a Operação Saturação.

A operação é para coibir a criminalidade como, por exemplo, tirar de circulação droga, arma de fogo e pessoas com mandado de prisão em aberto.

O planejamento da ação é feito pelo batalhão da área. “Estamos cuidando dessa região. A operação para fortalecer o policiamento no bairro não tem fim, enquanto for alto o índice de criminalidade no local”, garante a major.

Polícia aguarda resultado do exame de DNA para incriminar suspeito de estupro
A Polícia Civil aguarda o resultado do exame de DNA realizado em Emanuel de Jesus Meireles, 23 anos, suspeito de roubar e estuprar uma funcionária de...
Homem invade casa, rende quatro pessoas e rouba tudo em bairro
Quatro pessoas de uma família passaram por momentos de pânico no fim da noite de ontem (21), no Parque Novos Estados em Campo Grande. Um ladrão armad...
Estuprador de jovem continua solto e polícia ainda não investiga caso
Emanuel de Jesus Meireles, 23 anos, acusado de assaltar uma empresa e estuprar uma funcionária de 22 anos no bairro Novos Estados, em Campo Grande, c...


E ainda tem aqueles que defendem a liberação da maconha. Como dito na reportagem, a criminalidade aumentou depois que os fumadores de maconha começaram a usar a praça.
 
rafael santos em 25/01/2014 10:50:38
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions