ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, QUINTA  16    CAMPO GRANDE 29º

Capital

OAB-MS pede rigidez em apuração de caso de policial que matou empresário

Por Nyelder Rodrigues | 31/12/2016 21:18

A OAB-MS (Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Mato Grosso do Sul) afirma que irá acompanhar de perto as investigações sobre o homicídio cometido pelo policial rodoviária federal Ricardo Hyun Su Moon, de 42 anos, na manhã deste sábado (31) em Campo Grande. Ele matou com três tiros o empresário Adriano Correia do Nascimento, de 33 anos.

Uma nota foi emitida pela Comissão de Direitos Humanos e enviada ao delegado responsável pelo caso, João Eduardo Davanço, pedindo que seja realizada uma aprofundada investigação para que o policial seja devidamente responsabilidade.

"Não queremos que o caso caia no esquecimento", conta o presidente da Comissão, Christopher Pinho Ferro Scapinelli. O documento é assinado por ele e também pelo presidente da OAB-MS, Mansour Elias Karmouche.

Conforme a nota, o caso "atinge frontalmente o Estado Democrático de Direito, onde um agente de segurança pública vitimou uma pessoa e atingiu outras duas, aparentemente fora de serviço e com utilização de armamento de propriedade do Governo para uso em serviço".

A Ordem ainda justifica que tal caso configuram afronta aos Direito Humanos, e por isso será acompanhado de perto. Na segunda-feira, será realizada a audiência de custódia na Justiça. Os encontros acontecem a partir das 9h, em ordem de chegada, segundo explica Scapinelli.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário