A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

04/01/2013 17:19

ONG pede informações do cão Scooby, pivô de polêmica sobre leismaniose

Viviane Oliveira e Nadyenka Castro
(Foto: Reprodução/Facebook)(Foto: Reprodução/Facebook)

A ONG Abrigo dos Bichos protocolou nesta sexta-feira (4) um ofício na Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) solicitando informações sobre o estado de saúde do cão Scooby, que virou pivô de polêmica sobre o tratamento de animais com leishmaniose. 

O cão foi preso a uma moto e arrastado por 4 quilômetros pelo bairro Aero Rancho. O cachorro foi diagnosticado com a doença e, graças ao clamor popular, foi salvo da eutanásia, destino dos outros cães doentes.

A presidente do Abrigo dos Bichos, Maíra Kaziski Peixoto, disse que a última informação que teve sobre o cachorro foi no dia 19 de dezembro, quando ele deu entrada no CCZ (Centro de Controle de Zoonoses). “Nós só queremos informações do Scooby.

No mês passado o ex-prefeito de Campo Grande Nelson Trad Filho (PMDB) pediu que o cão fosse devolvido ao CCZ, onde passaria por exames comprovando a melhoria do estado de saúde do cão. 

A veterinária Sibele Cação, ex-presidente do CRMV (Conselho Regional de Medicina Veterinária), que foi cassada do cargo por defender tratamento da leishmaniose em cães, disse que vai adotar o cão Scooby e pretende usá-lo como prova da eficácia do tratamento.

A diretora de Vigilância em Saúde da Secretária Municipal de Saúde (Sesau), Márcia Dal Fabro, disse que as informações sobre o estado de saúde do cão será encaminhada até a próxima segunda (7), por meio de nota técnica.

A assessoria do ex-prefeito Nelson Trad Filho (PMDB) explicou que o cão está no Centro de Controle de Zoonoses aguardando o resultado do exame denominado xenodiagnóstico, o qual a própria Dra. Sibele Cação solicitou que fosse realizado.

Ainda de acordo com a assessoria, uma vez que o exame é de alta complexidade, não houve tempo hábil para que o resultado ficasse pronto até o dia 31 de dezembro de 2012. Sendo assim, o cão Scooby passa a ser responsabilidade da atual administração municipal de Campo Grande.

(atualizada às 21h50 para acréscimo de informações)



se levarmos em conta que o cão é apenas mas uma vitima da leishmaniose;pois é confirmado que é uma doença transmitida pelo o animal silvestre. Pois ja houve caso em que o dono transmitiu a doença para o cão ( e ai deveríamos matar o dono?). Se a corrupção em nosso pais ñao fosse esse mar de dinheiro desviado, daria mto bem p cuidar dos nossos animais. São mas de 200 bilhões desviado ano, É UMA VERGONHA ACORDA BRASIL
 
audy paiva em 05/01/2013 09:42:04
Sáude, Educação e Segurança, basta o POVO DO PODER PARAR de ROUBAR.
Parabéns!!! a Maíra Kavisk pela atitude juntamente com o pessoal do Abrigo.
Dra. Sibele, os BONS estão do teu lado, pela pessoa maravilhosa, humana e competente que tú eis, o RESTO...
 
Neyde de Oliveira em 04/01/2013 18:16:13
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions