A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

31/03/2013 10:20

Páscoa só é doce em comunidades pobres quando a ajuda chega

Luciana Brazil
Sem brinquedo, o ovo de Beatriz continua inteiro. (Fotos: Vanderlei Aparecido)Sem brinquedo, o ovo de Beatriz continua inteiro. (Fotos: Vanderlei Aparecido)

Nas comunidades carentes de Campo Grande, como no bairro Dom Antônio Barbosa, a Páscoa não é recheada de ovos de chocolate, como as crianças geralmente desejam. Com dificuldade financeira e vivendo com muito pouco, os pais nem sempre conseguem garantir o símbolo desta data.

A sorte é que padrinhos, tios e avós entram em cena para não deixar o dia passar em branco. É o que acontece na família da dona de casa Ariane Suene da Silva, 29 anos, mão de Stephani, 4 anos, e Leonardo de 6 anos. “Os meus irmãos é que deram os ovos no começo da semana, porque se dependesse do meu marido, a gente não tinha condições e eles iam ficar sem”.

Como criança não aguenta esperar, Stephani e Leonardo já tinham dado fim aos ovos, e na manhã de hoje tinha muito pouco para contar história. Mas o que vale, segundo Ariane, é que a data não ficou sem comemoração.

Em outra casa, também no Dom Antônio, a menina Beatriz, de 5 anos, não liga para o chocolate, tanto é que o ovo, presente do padrinho, ainda estava inteiro. A reclamação, sem cerimônia, foi a ausência do brinquedo. “É ovo caseiro, ela não gostou porque veio sem brinquedo”, contou a mãe Eliane Ruiz Dias, 21 anos.

Na casa de Ariane, os filhos e sobrinhos mostram om pouco que sobrou dos ovos que ganharam de presente. Na casa de Ariane, os filhos e sobrinhos mostram om pouco que sobrou dos ovos que ganharam de presente.
Para as irmãs Juliana e Ariane os ovos só chegam com a ajuda de parentes. Para as irmãs Juliana e Ariane os ovos só chegam com a ajuda de parentes.

Os cristãos foram os primeiros a dar ovos coloridos na Páscoa para simbolizar a ressurreição de Jesus e o nascimento para uma nova vida. Mas para a criançada, não tem conversa sobre a real importãncia da data. O que elas querem é presente.

Com um sorriso fácil, Beatriz aproveita e deixa claro o que gostaria de ganhar hoje. “Queria ganhar o ovo da Tortuguita, que vem com brinquedo”.

Mãe de mais uma menina de 2 anos, Eliane lamenta não poder dar o ovo. “A gente não tem condição nenhuma de comprar. É quase R$17 o ovo que ela quer. Eu disse que ela tem que esperar o meu dinheiro do Bolsa Família chegar, mas é só no dia 18. Se até lá ainda tiver, eu compro pra ela”, disse a mãe, confortando a menina.

A irmão da Ariane, Juliana Suene da Silva, 26 anos, lembra que suas duas filhas, Julia, 3 anos, e Giovana de 8 anos, ganharam os ovos de parentes na semana passada e hoje só vão ter ovos se algum “coelhinho” fizer uma boa ação.

“Tem bastante gente que ajuda e nessas datas vem aqui para dar ovo para as crianças. Tomara que hoje venham. Quando acaba a Páscoa, as crianças já estão pensando no dia das crianças e depois já ficam esperando o Natal. É assim”.

 

Terminal rodoviário de Campo Grande oferece cartões de Natal gratuitos
A rodoviária de Campo Grande, mais um ano, oferece gratuitamente cartões de Natal gratuitamente para os passageiros que passarem pelo local até o pró...
Universidade do MS recebe certificação de excelência em gestão
Será recebida pela UCDB (Universidade Católica Dom Bosco) em solenidade que acontece na próxima segunda-feira (18) o certificado de excelência em ges...
Águas Guariroba continua com campanha de renegociação de dívidas
Vai até o dia 29 deste mês a campanha "Fique em Dia", realizada pela Águas Guariroba para renegociar as dívidas que os consumidores têm com a empresa...


Márcio,na magia do mundo infantil ainda sobrevive o coelhinho da Páscoa, o papai noel que chega deixando presentes, os tios e tias de todo tipo de organização que se unem em torno de um bem maior para essas crianças. Graças a Deus pude dar a tal tartaruguinha pra minha filha, mas gostaria muito de ter condições de dar a mais crianças.Na reportagem o que se destaca é a bondade das pessoas, muitos mesmo que com dificuldades ainda compraram os ovos e colaboraram com o sonho dos pequenos (ganhar ovo de chocolate).
Parabéns aos repórteres, que mostraram a Páscoa da esperança, mesmo com a omissão e a incompetência das autoridades e o descaso dos corruptos que definham o país, pessoas ainda tem sonhos, uns por um mundo melhor, outros por justiça social e outros por um ovo de páscoa ...
 
george conrado em 01/04/2013 08:34:36
Putz além de ganharem o ovo reclama pq eh caseiro e nao tem brinquedo!!! Tem crianças em condições piores q nem ganharam nada, justamente pelo proprio comodismo dos pais. Hoje em dia só passa dificuldade quem quer, mulherada vcs são novas vamos trabalhar pra comprar ovo com brinquedo para seus filhos, pq com o bolsa familia nao da pra comprar mesmo
 
Jessica Novaes em 31/03/2013 18:46:35
Apenas reiterando meu comentário anterior, caso alguém venha a dizer que sou abastado de dinheiro ou coisa do tipo, em pleno domingo de pascoa enquanto muitos estão com seus familiares "comemorando", eu estou trabalhando, não espero que nada caia em minhas mão, não espero pelos outros se posso fazem por onde conseguir o que quero, fica a dica, trabalhar não faz mal a ninguém!
 
Marcio Brunholi em 31/03/2013 13:34:22
Ensinando desde cedo a criançada a ser consumista, todas foram mães adolescentes, e além de ganhar o tal simbolo da data festiva (consumista) ainda reclama.

Estamos vivendo em uma época que se ama as coisas e se usam as pessoas, não é um pedaço de chocolate em formato de ovo que irá trazer felicidade aos meus filhos e sim a educação que dou aos mesmos, para aprender que nesse mundo capitalista não devemos ser levados a falsa sensação de prazer apenas porquê a tal "data festiva" pede ovos, brinquedos e blá blá blá.

O pior em muitos lugares eu que estou pagando por isso, meu imposto serve para "acomodar" muita gente que se satisfaz com menos de 1/4 de um salário mínimo, mais nessas datas cobram dos "padrinhos" para que cumpra o seu próprio papel, de "pai" e "mãe"!!!
 
Marcio Brunholi em 31/03/2013 12:38:29
aqui em casa foi diferente se não tivesse comprado antes, nenhum padrinho nem avó viria traser não, porque para eles só tem dois netos, o resto que se ferre.
 
angela alencar em 31/03/2013 12:24:09
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions