A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

29/08/2016 16:34

Polícia apura se vazamento de gás provocou incêndio que matou meninos

Delegado vai ouvir pais, familiares, vizinhos, bombeiros e a equipe do Samu

Anahi Zurutuza e Guilherme Henri
Delegado responsável pela investigação esteve no local do incêndio na tarde desta segunda-feira (Foto: Guilherme Henri)Delegado responsável pela investigação esteve no local do incêndio na tarde desta segunda-feira (Foto: Guilherme Henri)

O delegado Weber Luciano de Medeiros, da 2ª Delegacia de Polícia, esteve na tarde desta segunda-feira (29) na casa que pegou fogo na noite de domingo (28). Ele ficará responsável pela investigação sobre o incêndio que matou duas crianças – Miguel, de 7 meses, e Kaio Eduardo, 3 anos – e foi até o local para ver detalhes do cenário da tragédia.

Segundo o delegado, a primeira hipótese para a causa do incêndio a ser investigada é se houve vazamento de gás. As crianças estavam dormindo na casa com três peças, quando o fogo começou, justamente no quarto.

A primeira informação era de que o botijão de gás havia explodido, mas o mesmo foi encontrado intacto, segundo informou o tenente do Corpo de Bombeiros, Eduardo Tracz, que comandou o socorro.

O delegado também vai ouvir os pais, familiares, vizinhos, bombeiros e a equipe do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) que trabalharam na ocorrência. O responsável pela investigação disse que quer saber todos os detalhes sobre a vida da família, os momentos que antecederam o incêndio e também a hora do combate às chamas.

A perícia foi feita no local e o laudo fica pronto em 30 dias. “Só depois disso conseguiremos chegar a uma conclusão”, afirmou Weber.

Tragédia - As crianças dormiam e a mãe Deyse Barcelo do Prado, 18 anos, estava na frente da casa quando o fogo começou. Familiares das crianças e vizinhos tentaram, sem sucesso, apagar as chamas, enquanto os bombeiros não chegavam. O pai dos meninos Thalys Cunha de Souza, 19 anos, tentou entrar na casa, mas não conseguiu chegar ao quarto onde estavam os filhos. 

Depois do incêndio, os pais das crianças passaram mal e precisaram de atendimento médico. As crianças foram encontradas carbonizadas em cima da cama.

Móveis e eletrodomésticos estão jogados no quintal (Foto: Marcos Ermínio)Móveis e eletrodomésticos estão jogados no quintal (Foto: Marcos Ermínio)

Cenário – O dia chuvoso e a ressaca diante da tragédia deixou deserta a rua de paralelepípedos do bairro Nova Lima onde as duas crianças viviam com os pais. Vizinhos estão recolhidos e, no meio da tarde desta segunda-feira, a única movimentação por lá, era da equipe da Polícia Civil.

A casa incendiada ficou completamente destruída e os restos dos móveis e eletrodomésticos foram colocados no quintal e terminavam de ruir na chuva.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions