A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

07/03/2016 11:45

Primeira audiência sobre morte na Praça do Rádio será em abril

Viviane Oliveira
Thays foi morta após emboscada.  (Foto: Reprodução/ Facebook)Thays foi morta após emboscada. (Foto: Reprodução/ Facebook)

A primeira audiência sobre a morte de Thays Giedry Borges dos Santos, 22 anos, degolada na noite do dia 31 de janeiro, na Praça do Rádio, em Campo Grande, está marcada para às 13h30 do dia 7 de abril. Iris Adriana Barbosa da Silva, 22 anos, ex-namorada da vítima, e Kielvnn de Morais, 24 anos, são acusados pelo homicídio.

Conforme a Polícia Civil, a jovem trabalhava em uma pastelaria, quando foi atraída pela mulher até o local do crime. Thays foi morta por Kielvnn, marido de Iris, com golpe de faca no pescoço. Depois disso, os dois fugiram para Ribas do Rio Pardo, onde foram presos horas depois.

Os dois, de acordo com a polícia, confessaram que planejaram o crime, mas Iris disse que só aceitou participar, porque era ameaçada de morte. Já Kielvnn contou que tinha planos de matar mais dois homens, que também tinham contato com a esposa dele.

Ameaça - Em 2013, a vítima havia registrado boletim de ocorrência de ameaça contra Iris. O registro foi feito em outubro daquele ano, quando Thays trabalhava em uma lanchonete no Terminal Bandeirantes. Na época, a jovem relatou que Iris chegou com mais duas amigas fazendo sinal que iria agredi-la. Com medo, Thays correu e entrou em um ônibus, mas as agressoras foram atrás dela. A garota desceu no terminal Aero Rancho e foi agredida pelo grupo. Até a mãe de Thays, que entrou na briga para defendê-la, acabou apanhando.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions