A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

30/01/2013 15:57

Réu por emprestar arma para assassinato é condenado a 2 anos

Jurados votaram pela desclassificação do crime, sendo a condenação por porte ilegal de arma

Nadyenka Castro
Jhader, de branco, teve o homicídio desclassificado, foi absolvido por corrupção de menores e condenado por porte ilegal de arma de fogo.(Foto: Luciano Muta)Jhader, de branco, teve o homicídio desclassificado, foi absolvido por corrupção de menores e condenado por porte ilegal de arma de fogo.(Foto: Luciano Muta)

O júri popular atendeu a tese da defesa e Jadher Leandro Rodrigues, de 21 anos, que emprestou arma para a namorada matar uma jovem, foi condenado a dois anos de prisão e ao pagamento de 10 dias-multa.

O crime aconteceu no dia 8 de agosto de 2010, no bairro Coronel Antonino, em Campo Grande. Jhader pegou a arma do pai, um policial militar, e emprestou para a namorada, adolescente na época. Ela tinha intenção de matar outra jovem, mas, Juliana dos Santos Sales, 19 anos, foi defender a amiga – grávida – e acabou morta.

Jhader foi preso, mas, solto quatro meses depois por determinação do Tribunal de Justiça. A adolescente também foi apreendida.

O rapaz era acusado de homicídio doloso e corrupção de menores. No julgamento realizado nesta quarta-feira, houve desclassificação para crime não doloso. Além disso, ele foi absolvido da corrupção e condenado por porte ilegal de arma de fogo a dois anos de prisão e ao pagamento de 10 dias-multa.



O júri é composto por indivíduos da sociedade, os quais tiveram sua personalidade moldado por ela. Teoricamente eles deveriam pensar como a maioria da população que não aceita e repudia tal ato criminoso, mas infelizmente não foi o que o correu, a maioria entendeu que não houve dolo "intenção", desta forma o caso tomou o destino indesejado. Fazer o que se os ali representantes da população pensaram desta forma.
 
Francisco Lima em 31/01/2013 10:24:47
Absurdo!! Não dá para entender os jurados.
Como se pode imaginar que alguém pede uma arma emprestada sem a intenção de atirar em alguém?? Será que eles pensam que menor de idade quer arma para deixar na parede?

 
Ronaldo Costa em 31/01/2013 08:03:44
esse cara alem do porte ilegal de arma , tinha que pagar por homicídio doloso, oras! se uma pessoa vem me pedir uma arma emprestado para boa intenção não é, e eu estou ciente do que ele vai fazer. ao emprestar a arma eu assumi o risco alias para que serve uma arma? não é para coagir uma pessoa, tirar uma vida, praticar assalto e muitos outros crimes. não entendo de lei mas se cabe recurso da acusação, esse cara é co-autor do crime ele contribuiu para que o fato acontecesse.
 
odilon nascimento da silva em 31/01/2013 07:24:37
Isso é que vale a vida de um ser humano! Este homem não poderia evitar tudo? Com certeza sim! Mas e mais fácil pegar uma arma e atirar e matar uma pessoa! Qual será a diferença dele? Ele com toda certeza sabia e sabe que uma arma de fogo MATA, ele não atirou mas levou a arma e ele tinha e tem consciência que ela iria atirar e atirou. Infelizmente o ser humano caminha para ser cada dia mais cruel com seu semelhante.
 
otavio moreira em 30/01/2013 22:09:36
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions