A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

30/01/2013 09:12

Réu por emprestar arma usada em assassinato diz que não sabia de nada

Francisco Júnior e Luciana Brazil
Jhader (camisa branca) emprestou arma para namorada cometer crime. (Foto: Luciano Muta)Jhader (camisa branca) emprestou arma para namorada cometer crime. (Foto: Luciano Muta)

A estratégia da defesa de Jadher Leandro Rodrigues, de 21 anos, que está sendo julgado hoje pelo assassinato de Juliana dos Santos Sales, 19 anos, morta com um tiro no dia 8 de agosto de 2010 ao defender uma amiga, é provar que o rapaz não sabia que a namorada iria cometer o crime. Foi ele que emprestou a arma para a garota cometer o crime.

O julgamento é realizado na manhã desta quarta-feira (30), no Tribunal do Júri, em Campo Grande. O juiz responsável é Alexandre Tsuyoshi Ito, da 1ª Vara.

De acordo com Ricardo Trad, advogado de Jadher, o cliente não sabia que a namorada iria utilizar o revólver para matar uma pessoa. “Nossa estratégia é provar ausência de dolo. Caso o júri entenda que ouve crime tem que ser por porte de arma ou favorecimento real, já que ele ajudou na fuga da namorada”, explica o advogado. Jadher responde por homicídio doloso e corrupção de menores.

Familiares da vítima acompanham o julgamento, porém ninguém quis conversar com a imprensa. Pâmela Alves, que estava com a vítima no dia do crime e seria o alvo dos disparos, também está no tribunal. Sem dar muitos detalhes, ela disse que o homicídio foi motivado por “picuinha” e “bobeira”.

O crime aconteceu no bairro Coronel Antonino. A namorada de Jadher, na época adolescente, se desentendeu com uma amiga de Juliana. O casal foi até a casa do rapaz e pegou a arma do pai dele, que é policial militar.

Na rua atrás do posto de saúde do bairro Coronel Antonino, o casal, em uma motocicleta, encontrou Juliana e Pâmela Alves. Para salvar a amiga, que estava grávida, Juliana colocou-se na frente do disparo e acabou atingida. Ela morreu no local.



E nobre Leandro, você realmente não teria a grandeza de entrar na frente de uma arma por ninguém, se não o faria nem pela tua mãe como pode dizer que não o faria por causa do teu filho? As mulheres são diferentes, nos temos instintos protetores, com certeza ela não estava defendendo a amiga, mas sim o bebe que estava na barriga da amiga, isso se faz por impulso você jamais entendera só as mulheres são capazes de entender atos como este.
 
Maria Madalena em 30/01/2013 20:56:42
entao vamos avaliar tudo.todos vcs q colocaram comentarios q releian desde o começo da história e depois comentem
pq criticar em cima de criticas e muito facil,porem parar e analizar os fatos é muito mais dificil!!!
si esta pessoa q morreu e essa tal de pamella são tão santas pq todos vcs q falam q querem justiça não juntam e fazem um altar pra cada um!!!
e quem em sam com ciência com um filho pra criar entraria na frente de uma arma pra salvar uma amiga.
acorda não tem nem logica,eu também tenho filho e numk faria isso nem pela minha mãe
tá vou morrer e meu filho?
 
leandro gomes em 30/01/2013 14:30:04
Vamos pensar: Qual o motivo pra pegar uma arma emprestada se não for para atirar? Agora o cara vem falar que não sabia que a namorada iria atirar em outra pessoa. Isso é conversa pra boi dormir.
 
Anderson Nascimento em 30/01/2013 10:40:40
É uma teoria de defesa frágil criada baseada no desespero e fadada ao fracasso já que há indícios suficientes para que ele pegue pena alta. Se o objetivo é minimizar a pena do réu o ideal seria ele assumir o que realmente desejou fazer com tal ato e diante disso o magistrado poderia dar uma aliviadinha na caneta na hora de somar as penas. Não é o que a população espera mas seria uma forma de redução de pena, já a tentativa de passar para um júri a ideia de inocência e que ele não sabia de nada não se convence.
 
Francisco Lima em 30/01/2013 10:15:35
na hr que vai encarrar a justiça é facil dizer que não sabia qual seria a utilidade de uma arma de fogo !?!
Mesmo que seja para auto defesa, uma arma tem somente uma finalidade, que é de tirar vidas !?!
Tem que pagar pelo crime que participou !?!
 
leandro de sousa caetano de melo em 30/01/2013 10:09:47
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions