ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, QUINTA  16    CAMPO GRANDE 22º

Capital

TJ mantém pena de 17 anos para mulher que matou ex-superintendente em motel

A defesa tinha recorrido da condenação, com pedido de nulidade do julgamento

Por Aline dos Santos | 09/04/2021 09:21
Fernanda durante julgamento em 13 de novembro do ano passado. (Foto: Marcos Maluf)
Fernanda durante julgamento em 13 de novembro do ano passado. (Foto: Marcos Maluf)

O TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) manteve intacta a decisão do Tribunal do Júri que condenou Fernanda Aparecida da Silva Sylverio, 30 anos, a dezessete anos de prisão pela morte do ex-superintendente de Gestão de Informações do governo estadual, Daniel Nantes Abuchaim, 46 anos.

O crime foi em 19 de novembro de 2018, num motel de Campo Grande. O corpo da vítima foi deixado em estrada vicinal, no Jardim Veraneio.

Fernanda está presa desde 21 de novembro daquele ano. O julgamento foi realizado em 13 de novembro de 2020, na 2ª Vara do Tribunal do Júri de Campo Grande. Contudo, a defesa recorreu da condenação e pediu a nulidade do julgamento ao Tribunal de Justiça.

Os dois pedidos foram negados pela 1ª Câmara Criminal.  De acordo com o relator José Eduardo Neder Meneghelli, não cabe o argumento de julgamento manifestamente contrário às provas do processo.

Segundo o magistrado, diante das várias versões dos fatos, o Conselho de Sentença nada mais fez do que decidir peça escolha da versão de maior verossimilhança, “sob o manto de sua convicção íntima e no mais exato limite de sua atribuição constitucional”.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário