A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

22/12/2015 09:50

Vídeo mostra cachorro sendo arrastado por veículo no Los Angeles

Viviane Oliveira
Cachorro é arrastado por ruas do Bairro Los Angeles. (Foto: reprodução/vídeo)Cachorro é arrastado por ruas do Bairro Los Angeles. (Foto: reprodução/vídeo)

A PMA (Polícia Militar Ambiental) tenta identificar um homem que foi flagrado arrastando um cachorro. A pata do cão estava amarrada por uma corda afixada no para-choque de um veículo Celta, de cor branca. O caso aconteceu por volta das 17h de ontem (21), na Rua dos Cafezais, Bairro Los Angeles, em Campo Grande. Ainda não se sabe se o animal estava morto.

As imagens foram feitas por um motorista de 35 anos, que pediu para não ser identificado. Ele relata que estava indo buscar a esposa no trabalho, quando viu a cena. “Fiquei chocado e tentei alertar o motorista que seguia em um carro e tinha como passageira uma senhora, mas ele acenou com o braço e continuou o percurso”.

O cachorro estava com as duas patas amarradas em uma corda presa ao para-choque. “Diante do tamanho do absurdo, tirei o celular do bolso e parei para filmar. O motorista ainda continuou por duas quadras até entrar em uma estrada de terra”, conta.

Ele diz que não deu para ver se o animal estava vivo, mas ficou revoltado com a situação. “O cachorro é o melhor amigo do homem, eu tenho três cães em casa e jamais faria isso, mesmo que o bicho estivesse morto”, lamenta.

De acordo com o major Edmilson Queiroz, o homem vai ser identificado, multado administrativamente em R$ 500 por crime de maus-tratos. Porém, a multa pode ser ainda maior, de R$ 5 mil, se for comprovado que o animal foi jogado a céu aberto em terreno baldio.

No total, a multa pode chegar a R$ 5,5 mil. O caso será encaminhado pela Polícia Militar à Decat (Delegacia Especializada de Repressão a Crimes Ambientais e Proteção ao Turista). No caso de multa administrativa, o homem poderá recorrer e para se livrar do crime de maus-tratos vai ter que provar que o animal estava morto.

Final feliz - Em 2012, caso de maus-tratos virou polêmica, mas teve um final feliz. Scooby, que se tornou símbolo da luta contra a eutanásia de animais, também foi arrastado por quatro quilômetros - do conjunto Aero Rancho até o CCZ (Centro de Controle de Zoonoses).

Ele foi diagnosticado com à leishmaniose, escapou de ser sacrificado e motivou disputa nos tribunais. Vilson Jara Coene, 42 anos, e Israel José Martins, de 57 anos, que arrastaram o animal em uma moto foram autuados por maus-tratos.  Veja as imagens do cachorro sendo arrastado na Rua dos Cafezais. 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions