A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

28/11/2017 15:55

Casal que foi morto e enterrado em varanda é sepultado, 4 dias depois

Filha é suspeita de cometer o duplo homicídio com a ajuda do namorado. Ela teria fugido para Campo Grande

Guilherme Henri
aulo Mariano Pinto e Marilene Ledesma Ferreira, de 58 e 53 anos (Foto: Diário Corumbaense)aulo Mariano Pinto e Marilene Ledesma Ferreira, de 58 e 53 anos (Foto: Diário Corumbaense)

Os corpos do casal Paulo Mariano Pinto, de 58 anos, e Ledesma Ferreira, de 53 anos, foram enterrados na tarde desta terça-feira (28) em Corumbá – a 419 quilômetros de Campo Grande.

A principal suspeita é de que as vítimas foram mortas pela própria filha ta de Kássia Ledesma Ferreira, de 24 anos, com ajuda do namorado Diego Antônio de Silva. Os dois seguem foragidos.

Conforme o jornal Diário Corumbaense, devido as investigações, os corpos foram mantidos no IML (Instituto Médico Legal) e somente agora foram liberados para o sepultamento.

Paulo foi enterrado por volta das 14h no cemitério Santa Cruz. Já Marilene foi sepultada às 15h, no cemitério Nelson Chamma.

Morte - O crime ocorreu no Loteamento Pantanal. Paulo e Marilene estavam desaparecidos há 15 dias. No dia 24 deste mês, vizinhos arrombaram a porta e encontraram parte da terra da varanda remexida e acabaram encontrando os corpos enterrados.

De acordo com o processo, Marilene e o marido foram assassinados a golpes de faca “somente por não concordarem com o relacionamento da filha com Diego”. Para a polícia, o casal ainda planejou o crime para poder ficar com a casa das vítimas para eles. Após o homicídio, os suspeitos venderam vários eletrodomésticos da residência.

O casal é indiciado por homicídio qualificado por motivo fútil, ocultação de cadáver e furto qualificado.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions