A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

18/05/2016 11:53

Gripe deixa Naviraí em pânico; escolas fecham e Uems suspende atividades

Estudantes de todas as escolas públicas tiveram as férias antecipadas; Apae suspende atividades hoje e polícia orienta população a evitar aglomeração em delegacia

Helio de Freitas, de Dourados
Estudantes levados a escolas de Naviraí voltaram para casa hoje (Foto: Divulgação)Estudantes levados a escolas de Naviraí voltaram para casa hoje (Foto: Divulgação)

A gripe transmitida pelo vírus H1N1 causa pânico à população de Naviraí, cidade de 51 mil habitantes localizada a 366 km de Campo Grande, na região sul de Mato Grosso do Sul. Quatro moradores da cidade morreram em decorrência da gripe em 11 dias, o que obrigou a prefeitura a antecipar as férias escolares nas escolas municipais, medida adotada inclusive nos estabelecimentos de ensino da rede estadual e particulares.

Todas as escolas públicas estão fechadas a partir de hoje e as aulas só serão retomadas no dia 2 de junho. Segundo a Secretaria de Educação, a suspensão das aulas é “medida de cautela e prevenção”. Na Apae (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais), os alunos estão sendo vacinados hoje contra a gripe e as atividades também ficarão suspensas até o dia 2 de junho.

Em contato com a secretária de Educação de Mato Grosso do Sul, Maria Cecília Mendonça, o prefeito de Naviraí, Léo Matos (PSD), obteve a liberação do Estado para a antecipação das férias também nas escolas estaduais.

“Mandamos ofício para as escolas particulares e universidades para que acompanhem a decisão”, afirmou o gerente de Educação, Cesar Martins.

O prefeito disse que a decisão, apesar de difícil, é a mais sensata no momento. “O momento é de pensar no bem-estar da população naviraiense e evitar uma epidemia do vírus H1N1. Depois de ouvir vários pais, alunos, professores e outros trabalhadores da educação, decidimos suspender as aulas”, afirmou Léo Matos.

A diretora de uma escola municipal de Naviraí, Ângela Maria de Oliveira, disse que a suspensão foi acertada, porque muitos pais não estavam levando os filhos às aulas por preocupação com a gripe.

Segundo ela, também houve aumento no número de atestado médico dos professores. “Tem sala com apenas oito alunos. Apenas hoje foram cinco professores afastados por atestado e outros seis em outra escola”, disse a diretora.

Uems suspendeu atividades hoje por causa da epidemia de gripe (Foto: Divulgação)Uems suspendeu atividades hoje por causa da epidemia de gripe (Foto: Divulgação)

Uems – Nesta quarta-feira (18), a Uems (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul) suspendeu todas as atividades acadêmicas da unidade de Naviraí. Segundo a portaria, publicada no Diário Oficial do Estado, as aulas serão retomadas no dia 2 de junho.

De acordo com a assessoria da universidade, a medida contribui com a mobilização para prevenção contra o H1N1 solicitada pela Prefeitura de Naviraí devido ao aumento do número de casos de gripe transmitida pelo vírus.

Polícia – A Polícia Civil também adotou medidas de segurança para evitar a epidemia de gripe. O titular da 1ª Delegacia de Polícia, delegado Edson Luis Ruiz Ubeda, disse ao Campo Grande News que uma portaria foi assinada pelo regional, com o principal objetivo de evitar aglomerações.

“Estamos solicitando às pessoas que tenham computador que façam o registro de extravio de documentos pela internet. Quem não tem acesso a computador pode vir à delegacia que será atendido. Os demais casos, como registro de boletins de ocorrência de crimes e depoimentos nos cartórios seguem normalmente. Apenas estamos agendando alguns atendimentos, para evitar a aglomeração no saguão da delegacia”, explicou.

Casos e vacina – Com 20 casos de gripe por vírus H1N1 confirmados e 23 aguardando exame, o município de Naviraí tenta obter mais doses da vacina para imunizar o maior número possível de moradores.

De acordo com o assessor de comunicação da prefeitura, Soares Filho, 99% dos grupos de risco já foram vacinados, mas faltam doses nos laboratórios para ampliar a cobertura. A prefeitura procurou vários deles, mas nenhum tem o produto para venda.

A Gerência de Saúde do município tenta com os governos do Estado e federal obter um número maior de vacinas. “A missão é difícil, mas não impossível”, observou o prefeito Léo Matos.

“Único meio é contar com o apoio do governo federal e vamos atrás de todos os deputados e senadores da bancada de MS para nos ajudar nessa missão. Contamos com apoio de todos de Naviraí para superamos juntos com a população mais esse momento difícil”, disse o prefeito.

Gripe: prefeitura pretende vacinar quem teve contato com professor
A Prefeitura de Campo Grande, informou que, por meio da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), vai “estudar formas de imunizar as pessoas que tiveram...
Em rede social, prefeito anuncia interdição de creche por causa do H1N1
O prefeito de Rio Brilhante, Sidney Foroni (PMDB), anunciou na noite desta terça-feira (17), em seu perfil na rede social Facebook, o interdição de u...
Naviraí registra mais uma morte por H1N1, o 4º caso em onze dias
Mais uma morte causada pelo vírus Influenza A H1N1 foi confirmada em Naviraí - cidade localizada a 366 km de Campo Grande - no fim da tarde desta ter...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions