ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
ABRIL, SÁBADO  13    CAMPO GRANDE 28º

Interior

PF fecha operações com 5 presos e R$ 200 mil em produtos apreendidos

Ações simultâneas foram concentradas em Ponta Porã, mas também cumpriram mandados em SP

Por Helio de Freitas, de Dourados | 22/02/2024 16:47
Policiais federais e agente da Receita em um dos endereços onde foram cumpridos mandados (Foto: Divulgação)
Policiais federais e agente da Receita em um dos endereços onde foram cumpridos mandados (Foto: Divulgação)

As três operações simultâneas deflagradas nesta quinta-feira (22) pela Polícia Federal contra o crime organizado que atua na fronteira de Mato Grosso do Sul com o Paraguai terminaram com cinco pessoas presas.

Duas foram recolhidas por força de mandados decretados pela Justiça Federal e três foram presas em flagrante por porte ilegal de arma de fogo e contrabando – duas em Ponta Porã e uma em Dourados. Já os mandados de prisão preventiva foram cumpridos em Ponta Porã e São José do Rio Preto (SP).

Durante a “Partidas Dobradas”, “Rastro Negado” e “Rota do Crime 3”, pelo menos 50 policiais federais apreenderam sete veículos, R$ 200 mil em mercadorias contrabandeadas e três armas de fogo. Também foram recolhidos 15 celulares durante o cumprimento de 11 mandados de busca e apreensão e bloqueadas as contas de seis pessoas físicas e jurídicas.

As buscas e as prisões foram cumpridas por equipes da Delegacia da PF em Ponta Porã na própria cidade, em Dourados, na capital paulista e em São José do Rio Preto (SP). Os alvos são ligados a organizações criminosas que atuam no tráfico de drogas e contrabando.

Dinheiro apreendido durante operações da PF nesta quinta (Foto: Divulgação)
Dinheiro apreendido durante operações da PF nesta quinta (Foto: Divulgação)

“Partidas Dobradas” – Tem como objetivo desarticular grupo criminoso especializado no registro de notas fiscais “frias” e na criação de empresas “fantasmas” para amparar transporte e entrada ilícita de produtos estrangeiros no Brasil.

De acordo com as investigações, de 2018 em diante, o grupo foi responsável pela emissão de pelo menos 35 mil notas fiscais, as quais somaram aproximadamente R$ 200 milhões. Os documentos ampararam transporte irregular em território nacional de variados produtos, entre os quais eletrônicos, pneus, agrotóxicos, cabelo humano, garrafas térmicas, copos térmicos, postes de concreto e cimento.

O transporte ficava a cargo dos compradores dos materiais ou de terceiros. Já a receptação era intermediada por assessoria contábil, que criava empresas “laranjas” por curto período de existência, descartadas e substituídas periodicamente.

“Rastro Negado” – Essa operação, correlacionada à “Partidas Dobradas”, tem como missão desarticular grupo especializado em apoio financeiro de organizações criminosas atuantes no tráfico de drogas.

As investigações tiveram início após a apreensão de oito toneladas de maconha, em 2020. Durante o inquérito policial, a PF descobriu existência de núcleo especializado em prestar apoio financeiro a organizações criminosas por meio da captação de valores, registro de bens em nomes de terceiros e inserção de dinheiro no Sistema Financeiro Nacional.

A quebra de sigilo bancário dos envolvidos revelou pagamentos vinculados à apreensão de drogas com movimentação superior a R$ 90 milhões, sem atividade financeira lícita que justifique o montante.

Armas apreendidas durante operações desta quinta (Foto: Divulgação)
Armas apreendidas durante operações desta quinta (Foto: Divulgação)

“Rota do Crime 3” – Essa ação mira quadrilha especializada no tráfico de entorpecentes e no comércio ilegal de armas de fogo. As investigações tiveram início em novembro de 2022 com a apreensão de mais de uma tonelada de maconha e de cinco armas de fogo.

A organização utiliza elaborado esquema criminoso, por meio de empresas terceirizadas de frete para introduzir no país drogas e armas de fogo. As cargas saíam de Ponta Porã.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas  redes sociais.

Nos siga no Google Notícias