ACOMPANHE-NOS    
MAIO, QUARTA  27    CAMPO GRANDE 11º

Economia

Balança comercial tem superavit, mas queda de 14% nas exportações

Por Priscilla Peres | 03/01/2017 11:14
Exportações de milho caíram 35% no ano. (Foto: Famasul)
Exportações de milho caíram 35% no ano. (Foto: Famasul)

A balança comercial de Mato Grosso do Sul teve superavit de US$ 1,7 bilhão em 2016, porém tanto as exportações quanto as importações registraram queda quando comparado a 2015, de 14% e 32%, respectivamente.

A soja se manteve como o produto mais exportado de MS, porém houve queda de 20% no volume em 2016, caindo para US$ 1,054 bilhão e 25,9% de participação da balança comercial.

Porém, a queda mais expressiva é do milho em grão, que reduziu em 35% o volume exportado no ano, mas se mantém em quarto no ranking. Os dados são do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços.

Em compensação, os açúcares de cana aumentaram para 11% a participação na balança e em 29% o volume exportado, chegando aos US$ 448 milhões e como terceiro no ranking. A celulose reduziu em 6% as exportações, mas continua em segunda nas exportações.

As exportações de carne desossadas de bovino congeladas caíram 21%, mas as frescas ou refrigeradas subiram 44% no ano. O minério de ferro também teve queda de 37% na balança comercial.

Dos cinco países que mais importam produtos de MS, a Rússia foi que mais aumentou a demanda em 2016, subindo 23%. Enquanto que a China e a Itália, principais importadores, reduziram a compra em 14% e 22% respectivamente.

Importações - Em 2016, as importações de gás natural caíram 44%, passando de US$ 2,289 bilhões em 2015 para US$ 1,264 bilhão no ano passado. Por Mato Grosso do Sul passa todo o gás natural importado da Bolívia, então a queda está diretamente relacionada ao consumo nacional.

Em relação aos países para onde MS mais exportou em 2016, a Bolívia reduziu em 44% a compra, conforme a queda no consumo do gás natural. A China, em segunda, teve queda de 9,36%, mas o mais expressivo é o Chile, com retração de 37% no volume.