28/02/2019 14:47

Caminhoneiro que matou adolescente após furto é condenado a 2 anos de prisão

O caso aconteceu em outubro de 2016 em um campo de futebol do Jardim carioca. Na época, a vítima tinha 15 anos

Geisy Garnes
Campo de futebol onde o garoto foi morto, em outubro de 2016. (Foto: Arquivo /Julia Kaifanny)Campo de futebol onde o garoto foi morto, em outubro de 2016. (Foto: Arquivo /Julia Kaifanny)

O caminhoneiro José Milton da Silva Fraga, de 52 anos, foi condenado a dois anos de prisão em regime aberto por matar o adolescente Vinícius da Costa Silva, em outubro de 2016 após ter a casa furtada. Durante o julgamento, que aconteceu na manhã desta quinta-feira (28), os jurados consideram que o réu agiu “sob forte emoção”.

Segundo a denúncia do MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul), no dia do crime José encontrou a casa arrombada ao chegar do trabalho e percebeu que um celular e quantia em dinheiro haviam sido levados.

Desconfiado de Vinícius, que na época tinha 15 anos e era seu vizinho, o caminhoneiro pegou uma carabina de pressão adaptada para munição calibre 22, entrou no carro e começou a procurar o adolescente pelo bairro. Encontrou a vítima com um grupo de amigos em um campo de futebol do Jardim Carioca, e armado o acusou do furto.

Conforme a denúncia, o adolescente negou, mas ainda José disparou contra ele. Vinícius tentou correr, mas caiu a poucos metros, chegou a ser socorrido, mas não resistiu ao ferimento.

Nesta manhã, durante o julgamento, a defesa de José pediu aos jurados a absolvição por legítima defesa e alegou que o caminhoneiro agiu por forte emoção. Já o Ministério Público pediu a condenação por motivo fútil e também por porte ilegal de arma de fogo.

O conselho de sentença acatou a tese da defesa de que o réu matou o adolescente “sob forte emoção” e José acabou condenado por homicídio culposo – quando não há intenção de matar – e também porte ilegal de arma de fogo. Diante da decisão, o juiz Carlos Alberto Garcete de Almeida estipulou pena de 2 anos de prisão em regime aberto.

Preso por violência doméstica diz ter sido torturado por detentos em presídio
Um rapaz, de 29 anos, condenado por violência doméstica diz ter sido torturado por colegas de cela no Estabelecimento Penal do Regime Aberto de Campo...
Jovem tem WhatsApp clonado após anunciar venda de veículo em site
Mais um morador de Campo Grande teve o seu aplicativo de WhatsApp, clonado por golpistas. Neste sábado (18) um rapaz, de 27 anos, procurou a polícia ...
imagem transparente