27/08/2012 09:25

Vigia que teve corpo queimado continua internado em estado grave

Francisco Júnior
Local onde a vítima teve corpo incendido. (Foto: Minamar Júnior)Local onde a vítima teve corpo incendido. (Foto: Minamar Júnior)

Continua em estado grave o vigia que teve o corpo queimado durante um roubo na madrugada do último sábado (25), no Jardim Anache, em Campo Grande. Evaldo Justino da Silva, de 41 anos, está internado no CTI (Centro de Terapia Intensiva) da Santa Casa.

De acordo Aparecido da Silva, irmão do vigia, Evaldo está com ferimentos graves e 90% do corpo queimado. . “Ele está com a cabeça, braços e as pernas tudo queimado”, conta.

Temendo pela vida do irmão, ele relata que o crime teve requintes de crueldade. Segundo Aparecido, os bandidos, antes de atearem fogo no corpo do vigia, ainda tentaram afogá-lo com tiner. “Meu irmão disse para eles pegarem tudo o que quisessem, mas para não fazerem nada com ele”.

Conforme Aparecido, o crime foi cometido por dois adolescentes que moram na região do Jardim Anache. A identificação dos suspeitos já foi repassada para a Polícia.

A vítima estava cuidando de uma construção na rua Manche Catan David, quando os bandidos chegaram no local e Evaldo tentou impedir o roubo, mas foi rendido e amarrado. “ Se não bastasse tudo isso, ainda com maldade atearam fogo nele”, diz o irmão indignado.

Em chamas, ele saiu correndo e pediu ajuda na casa onde dormem trabalhadores da obra, que fica próximo do local onde aconteceu o crime. Uma equipe do Corpo de Bombeiros fez oatendimento e encaminhou o vigia o hospital.

imagem transparente