28/12/2017 07:05

A viagem de táxi, desabafos e maluquices de 2017 que renderam minutos de fama

O Lado B começa hoje a lembrar das reportagens mais visualizadas e polêmicas do ano. Veja como andam esses personagens.

Thailla Torres
A viagem de táxi, desabafos e maluquices de 2017 que renderam minutos de fama
Lucas foi o personagem do ano no quesito maluquice. Bebeu todas,  brigou com a namorada e gastou R$ 1,5 mil até Londrina. (Foto: Reprodução Facebook)Lucas foi o personagem do ano no quesito maluquice. Bebeu todas, brigou com a namorada e gastou R$ 1,5 mil até Londrina. (Foto: Reprodução Facebook)

Entre tantos crimes de enorme repercussão, a notícia mais lida do Campo Grande News em 2017 foi a história de Lucas Alexandre Corrêa Cruz, de 21 anos, que na fossa pegou um táxi em Campo Grande e foi parar em Londrina (PR), em busca do colo da avó.

Depois de bebedeira, Lucas pegou táxi e foi parar em Londrina pagando 1,5 mil

A história que parecia surreal ganhou destaque e teve mais de 579,7 mil leituras em 24 horas. Lucas conversou com o Lado B depois de beber todas e pagar um preço alto pela maluquice. 

A reportagem tentou entrar em contato com Lucas novamente, para saber como está a vida depois dos minutos de fama, mas ele não atendeu as ligações. No último contato com ele, em novembro, disse que foi "retardado, na real" e que resolveu se isolar porque não faltou gente o julgando. "Aconteceu muita coisa, tinha um monte de gente me xingando". 

A aventura começou depois de brigar com a ex-namorada no show da dupla Jorge e Mateus, aqui em Campo Grande. Ele entrou em um táxi que o levou até Londrina, a 650km daqui. A história repercutiu nacionalmente e Lucas até tirou proveito da situação em pouco tempo.

No Instagram, por algumas vezes, anunciou novos projetos como youtuber e sempre levou o "sucesso" repentino com muito humor, mas depois se fechou.

À época, quando o filho desapareceu, a família ficou super preocupada e mobilizou os amigos até o rapaz aparecer. Por sorte toda história acabou bem. Lucas chegou em segurança a casa da avó e, o taxista, voltou para a casa com uma quantia significativa para um dia trabalho.

Fotografia a espera dos convidados. (Foto: Arquivo Pessoal)Fotografia a espera dos convidados. (Foto: Arquivo Pessoal)

Teve gente que achou que a história era mentira. Antes fosse... Juliana Teodoro preparou sua própria festa de aniversário em setembro, mas os 20 convidados não apareceram. A imagem dela, debruçada sobre uma mesa com salgadinhos, bolo e refrigerantes, acabou repercutindo nas redes sociais como um desabafo.

E quando ninguém aparece na sua festa de aniversário? Juliana resolveu desabafar

Seria a primeira festa em muito tempo, organizada com todo o capricho. Para marcar a grande decepção, ela postou uma foto até bem humorada e um texto irônico: "Só queria agradecer a toda essa galera que veio aqui em casa comemorar meu aniversário comigo, realmente, foi bem inesquecível". Na imagem, solitária, a legenda é sarcástica: “Foto com a galera”.

Ao Lado B a aniversariante disse que ficou chateada, principalmente, pelo dinheiro gasto. Além da espera durante 5 horas por um convidado.

Meses depois ela ainda não encontrou justificativa para a ausência dos amigos e diz que não quer mais comemorar os aniversários. "Nem cheguei a tocar no assunto. E ano que vem nem quero fazer festa", resumiu por telefone, sem querer falar muito do assunto.

No Facebook a publicação rendeu 2,7 mil curtidas e 342 compartilhamentos. 

Dona do iPhone deu cinco pastéis e suco de laranja a Lucas. (Foto: Arquivo Pessoal)Dona do iPhone deu cinco pastéis e suco de laranja a Lucas. (Foto: Arquivo Pessoal)

Em tempos de falta de ética, vira e mexe a honestidade acaba virando pauta no Lado B. E mais uma vez, em 2017, a gente narrou histórias de pessoas que inspiraram uma rede de colaboradores e muita ajuda na hora de resolver questões como encontrar a dona de um celular cobiçado.

Depois de devolver iPhone, estudante ganha recompensa em dose dupla

A matéria teve só no dia da publicação mais de 47 mil leituras e ficou entre as mais lidas do jornal.

Lucas Nascimento, de 20 anos, ganhou as redes sociais por encontrar um iPhone. Ao publicar procurando a dona, pediu de forma irônica um pastel como recompensa. Já no mesmo dia, o aparelho voltou à dona.

E a recompensa veio mais do que ele imagina: cinco pastéis e um "sucão" de laranja. 

"Eu devolvi o celular para ela [dona do aparelho], mas ficou só nisso mesmo. Depois vieram as matérias e o pessoal conseguiu descobrir o Facebook dela. Começaram a perturbá-la, mandando um monte de mensagens, inclusive, inbox, falando para ela pagar o pastel da recompensa", contou Lucas, na época.

A reportagem bateu mais de 63,2 mil leituras e uma chuva de comentários sobre a atitude da esposa.A reportagem bateu mais de 63,2 mil leituras e uma "chuva" de comentários sobre a atitude da esposa.

Apesar do anonimato exigido pela personagem, a história do motorista de ônibus bonitão que andava sendo assediado e fez a esposa desabafar no Facebook foi mais uma das reportagens de super repercussão neste ano.

Assédio a motorista "gato" fez esposa desabafar em página do Facebook

A reportagem bateu mais de 63,2 mil leituras e com uma "chuva" de comentários sobre a atitude da esposa que quis deixar recado para passageiras de ônibus que ela chama de "Maria Motorista".

A campo-grandense tem 38 anos e trabalha em uma escola. Depois da entrevista, ela disse ao Lado B que não queria ser identificada por medo de ofensas nas redes sociais. Mas contou que ficou indignada quando viu o marido recebendo elogios como "bonitão", "colírio" e objeto de desejo da mulherada, que não se intimidou em dizer que adoraria agarrar o motorista.

A esposa saiu em defesa do marido dizendo que era um homem honesto e que na verdade, ele é reclamava de assédio diariamente na rotina do transporte coletivo. E olha que ele nem é tão bonitão assim.

imagem transparente