27/02/2013 13:15

Ausência do Executivo em audiência na Câmara gera polêmica

Nadyenka Castro e Luciana Brazil
Vereador Paulo Pedra. Ele criticou prefeito pela ausência em audiência. (Foto: Luciano Muta)Vereador Paulo Pedra. Ele criticou prefeito pela ausência em audiência. (Foto: Luciano Muta)

A ausência do prefeito Alcides Bernal (PP) nem representantes do Executivo de Campo Grande na audiência pública que debateu o papel dos líderes comunitários, realizada nessa terça-feira, gerou polêmica na sessão desta quinta-feira da Câmara Municipal.

O vereador Chiquinho Telles (PSD) ocupou a tribuna e comentou a ausência. Em seguida, Alex (PT) declarou que não sabia da reunião e afirmou que o prefeito não tem má vontade com a Casa.

Diante da justificativa de Alex, Paulo Pedra (PDT) declarou que reconhece o esforço de Alex para que haja relação “harmoniosa” entre os dois poderes, mas, na opinião dele, o prefeito não quer ‘paz’. “Parece que o Executivo não quer assim [harmoniosa]. O prefeito não quer essa relação com a Câmara”, disse.

Paulo Pedra falou ainda que não descarta convocar Bernal para ir à Casa de Leis. “Se precisar convocar o prefeito aqui, nós iremos convocá-los”. O vereador continuou. “Ninguém, nem o Bernal, é maior que o Legislativo. Nós vamos enquadrá-lo e passar um pito nele”.

O vereador finalizou dizendo que “é mais fácil o prefeito ajoelhar diante do Legislativo do que você ver um vereador se ajoelhando”.

Na audiência sobre a saúde foi apresentado o balanço da pasta referente aos últimos quatro meses de 2012.

 

imagem transparente