A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 24 de Outubro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


10/06/2017 07:00

Incertezas no Planalto refletem na gestão municipal

Waldemar Gonçalves

Sem previsão – Comentando nesta semana sobre a situação financeira de Campo Grande, o prefeito, Marquinhos Trad (PSD), dizia que não sabe quando o cenário deve melhorar. "Não sabemos como vai ficar Brasília, não tem como saber como fica aqui. Não temos agenda para tratar as coisas daqui. Enquanto não julgar a situação do Michel Temer no Tribunal Eleitoral, não tem como saber como fica o Brasil". Até o fechamento desta coluna, o placar no TSE estava em 3 a 3.

Recarregar energias – O deputado estadual Beto Pereira (PSDB) garante que ainda não desistiu de tentar emplacar seu projeto de proibição de pesca de dourado nos rios de Mato Grosso do Sul. Ele diz que vai "recarregar as energias" e voltar com o assunto no próximo ano.

Tempo demais – Já o deputado Paulo Siufi (PMDB) avisou os colegas que, caso a investigação sobre as denúncias da JBS fique muito extensa, com ampliação de tempo, vai pedir para não fazer parte dos trabalhos sequer como suplente.

Violada – O deputado estadual João Grandão (PT) quer que a viola caipira seja declarada patrimônio histórico e cultural de Mato Grosso do Sul. "Ela está nas músicas de vários artistas consagrados com suas composições", justifica.

Dia mais tranquilo – Depois de dias tensos e de muita confusão na Assembleia Legislativa, a semana terminou tranquila. Na sessão de quinta-feira, só apresentação e votação de projetos. Até os discursos e debates foram amenos e sem intervenção dos colegas.

Cadê o balanço? – Mato Grosso do Sul foi um dos quatro estados do país que não enviou um balanço ao CNJ (Conselho Nacional de Justiça) sobre os processos analisados durante mutirão da Justiça. Ficou de fora de relatório que aponta a quantidade de prisões revogadas durante a ação.

Mutirão – Em cerca de quatro meses, o mutirão do CNJ revogou 45 mil prisões temporárias em todo o Brasil. Ao todo, aproximadamente 150 mil processos foram analisados pelos tribunais de justiça dos estados de janeiro a abril deste ano.

Movido a desafios – “Sou movido a desafios”, disse o prefeito Marquinhos Trad ao ser novamente provocado pela piloto de truck Débora Rodrigues, ontem, para uma volta rápida neste sábado à tarde, durante sessão de treinos na disputa do título da Copa Truck Regional Centro-Oeste, domingo, no Autódromo Internacional de Campo Grande.

Vai de truck – Ontem, ao visitar o autódromo, Marquinhos passeou pelos boxes e até andou de carro pela pista. “Isso aqui é muita adrenalina”, disse o prefeito enquanto observava os preparativos dos pilotos. “Com certeza estarei sentado ao lado da Débora no caminhão”, confirmou.

Reajusta salarial – Quanto ao salário do funcionalismo, o prefeito, ontem, não disse que haverá reajuste nem quanto poderá oferecer aos servidores, mas garantiu que ninguém vai ficar insatisfeito. “Estamos em negociação e não há nenhuma previsão de greve ou paralisação por parte dos servidores”.

(com Adriano Fernandes, Leonardo Rocha, Luana Rodrigues e Yarima Mecchi)

Vinda de Temer a MS atraiu poucos políticos
Recepção solitária – Programada em meio ao clima de tensão política sem fim em Brasília, a agenda do presidente Michel Temer em Mato Grosso do Sul no...
Crise da JBS rouba atenção de Temer
Foco na JBS - No Governo do Estado, a vinda do presidente Temer a Mato Grosso não teve a mobilização típica de visitas anteriores de presidentes. Na ...
Temer oscilou sobre decisão de vir para agenda em MS
Às pressas – A vinda do presidente Michel Temer para Mato Grosso do Sul neste sábado foi confirmada em cima da hora. A coluna apurou que tudo indicav...
Detran de MS avalia adesão a parcelar multa no cartão
Ainda não sabemos – O Detran de Mato Grosso do Sul avalia se vai fazer convênios que permitam parcelamento de multas no cartão de crédito. A autoriza...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions