A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

05/05/2014 15:57

Copa do Mundo não deve atrapalhar convenções dos 31 partidos de MS

Josemil Arruda
Possível candidatura de Reinaldo ao governo ajuda a adiar convenções para fim do prazo (Foto: arquivo)Possível candidatura de Reinaldo ao governo ajuda a adiar convenções para fim do prazo (Foto: arquivo)

A Copa do Mundo não deve atrapalhar a realização das convenções partidárias em Mato Grosso do Sul, já que os partidos tendem a deixar o evento que aprova os nomes dos candidatos para os últimos dias, 29 ou 30 de junho, enquanto a seleção brasileira, se não tiver zebra, deve jogar a partida das oitavas de final como 1º colocado do Grupo A no dia 28, um sábado. PMDB e PT devem deixar para sua festa convencional para domingo (29), sendo seguidos pela maioria dos partidos.

“Pelo menos para o PDT a Copa do Mundo não atrapalha a definição de data para a convenção”, opinou o presidente regional do PDT, ex-conselheiro e ex-deputado federal João Leite Schimidt, avisando porém que os pedetistas ainda não definiram o dia em que farão seu evento decisório. “Depende de com quem vamos fazer aliança. Às vezes é até melhor antecipar, para selar acordo, mas normalmente é melhor deixar para o último dia porque sempre acontece alguma coisa”, explicou.

O PSDB dependerá da agenda do seu pré-candidato a presidente da República, senador Aécio Neves, para definir a data de sua convenção. A intenção também é fazer na última semana de junho, mas pode até antecipar para garantir a presença de Aécio no palanque do deputado federal Reinaldo Azambuja, que poderá ser lançado como candidato a governador.

Tradicionalmente, o PMDB realiza sua convenção estadual no último sábado ou domingo de junho, devendo ocorrer o mesmo na eleição de 2014, segundo assessoria do partido. O assunto deve ser discutido na reunião da Executivo peemedebista, no final da tarde desta segunda-feira, que também avaliará o novo cenário com a possibilidade real de o PSDB também lançar candidato a governador, diante do fracasso da aliança formal com o PT.

Depois do prejuízo político deixado pela direção nacional, que vetou coligação com o PSDB no Estado, o PT de Mato Grosso do Sul deve também ter dificuldades para selar alianças, o que joga sua convenção também para o final do mês, embora seus encontros estaduais sejam realizados antes. Partidos que já estavam tendendo a aliança com o PT, como PDT e PRB, resolveram adiar suas definições, em razão da mudança de cenário.

Mato Grosso do Sul tem 31 partidos registrados no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) e, tradicionalmente, a maioria deles deixa a convenção para o mesmo dia em que a legenda líder da coligação realiza sua. Por outro lado, os grandes partidos tendem a deixar a oficialização das candidaturas para os três últimos dias do prazo legal, que termina em 30 de junho.

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions