A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

06/11/2015 11:31

CPI vai analisar contratos do BNDES com usina de Bumlai em MS

Priscilla Peres

Os contratos assinados entre a usina São Fernando, do empresário José Carlos Bumlai em Dourados - distante 233 km de Campo Grande, com o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) serão analisados pela CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) que investiga o banco.

De acordo com a Câmara dos Deputados, a oposição havia tentado convocar o empresário na CPI dos Fundos de Pensão, mas o pedido foi rejeitado. Bumlai é tido como suposto conselheiro do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, e seu nome aparece nas investigações da Operação Lava Jato.

Apesar dessa vitória da oposição ao governo, a CPI rejeitou a convocação do ex-ministro e ex-deputado Antonio Palocci. Ele seria chamado para explicar suas atividades de consultoria junto ao BNDES.
Os deputados também rejeitaram o convite para o procurador Marinus Marsico, que atua no Tribunal de Contas da União (TCU) e investigou contas e contratos do BNDES entre 2007 e 2010.

Pedidos - Entre outros, a CPI aprovou pedidos de documentos do BNDES e do Grupo Odebrecht sobre empreendimentos no exterior, especialmente Cuba, Venezuela e Angola.

A CPI também vai requerer documentos sobre o apoio do banco para as reformas e construções de estádios ou arenas destinadas à Copa do Mundo da FIFA de 2014. E, ainda, documentos dos contratos com a Renova Energia, maior empresa de energia eólica do Brasil, mas que teve seu nome envolvido nas investigações da Lava Jato e de corrupção em sua maior acionista, a empresa mineira de energia Cemig.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions