A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 23 de Janeiro de 2018

09/10/2015 17:07

Definição sobre retorno de Mário César à Câmara fica para a próxima semana

Paulo Yafusso
Retorno de Mário César à Câmara Municipal da Capital continua indefinida (Foto: Arquivo)Retorno de Mário César à Câmara Municipal da Capital continua indefinida (Foto: Arquivo)

A manifestação do MPE (Ministério Público Estadual) sobre o retorno de Mário César (PMDB) à Câmara Municipal de Campo Grande só deve ocorrer após o feriadão. É que só no final da tarde de ontem a decisão do desembargador Luiz Claudio Bonassini da Silva, pedindo a manifestação do MPE (Ministério Público Estadual) foi disponibilizada no SAJ (Sistema de Automação da Justiça) e publicada no Diário da Justiça de hoje. Segundo do TJ, o SAJ é compartilhado com o SAJ do MPE.

Na última terça-feira o desembargador deu despacho ao pedido feito pelos advogados de Mário César, pedindo que ele reconsiderasse a decisão da Operação Coffee Break, em que ele, a pedido do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado), o afastou da presidência da Câmara Municipal e o proibiu de entrar no prédio do Legislativo municipal.

Entre as argumentações apresentadas pelos advogados, estão a de que não existem mais motivos para que Mário César continue afastado da função, já que tem atendido a todas as solicitações do Judiciário e do MPE. Além disso, como a Justiça indeferiu o pedido de afastamento de 17 vereadores investigados pelo Gaeco, não se justificaria dele continuar afastado.

O MPE informou que ainda não analisou o processo e que a manifestação será feita dentro do prazo legal. No pedido de reconsideração, Mário César solicitou que ao menos a Justiça permita que ele volte a desempenhar a função de vereador, mantendo-se afastado da Presidência da Câmara Municipal.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions