A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 13 de Dezembro de 2018

21/10/2017 15:52

Em MS, Michel Temer se diz tranquilo sobre relação com a Câmara

Deputados federais vão votar na próxima semana segunda denúncia enfrentada pelo presidente

Mayara Bueno, de redação, e Osvaldo Junior, de Miranda
Presidente da República, Michel Temer (PMDB),
durante agenda em Miranda, MS.(Foto: Marcos Ermínio).Presidente da República, Michel Temer (PMDB), durante agenda em Miranda, MS.(Foto: Marcos Ermínio).

Com poucas palavras e afirmando que a pauta neste sábado (21) em Mato Grosso do Sul era específica sobre o meio ambiente, o presidente da República, Michel Temer (PMDB), foi breve ao conversar com a imprensa. Afirmou que a relação com o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), é "tranquila" e que cabe aos parlamentares a discussão sobre a segunda denúncia que enfrenta.

Temer veio ao Estado para o II Encontro Carta Caiman e assinou, em Miranda, documentos que prevêem ações voltadas ao meio ambiente.

Na próxima semana, os deputados federais votam a denúncia apresentada pela PGR (Procuradoria Geral da República), que acusa Michel Temer de obstrução à Justiça e organização criminosa. O arquivamento do caso é dado como certo pelo deputado sul-mato-grossense, Carlos Marun (PMDB), um dos principais aliados do presidente.

Presidente com o governador de MS, Reinaldo Azambuja, PSDB.(Foto: Marcos Ermínio).Presidente com o governador de MS, Reinaldo Azambuja, PSDB.(Foto: Marcos Ermínio).

A respeito da expectativa sobre a votação, Temer disse que a questão "depende da Câmara", não dele. Negou também qualquer atrito com o presidente da casa de leis, afirmando que a relação é "tranquila, de respeito institucional".

Ao lado do governador de MS, Reinaldo Azambuja (PSDB) durante todo o evento, o presidente desconversou quando questionado se a visita ao Estado era para estreitar os laços com os tucanos. "A política de hoje se chama meio ambiente", encerrou.

Antes, em discurso de anúncio das medidas assinadas hoje, o presidente comentou que seu governo, com 16 meses, fez muito mais do que foi feito em 14 anos.

Após o encerramento do evento e coletiva à imprensa, Michel Temer foi almoçar e na sequência já retorna para Campo Grande, de onde parte com o avião presidencial para Brasília.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions