A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 17 de Agosto de 2017

02/09/2016 12:45

Lauro Davi aposta em experiência na Cassems e diz que “saúde tem jeito”

Aline dos Santos
Lauro Davi é candidato do Pros e  concedeu entrevista ao Campo Grande News hoje. (Foto: Fernando Antunes)Lauro Davi é candidato do Pros e concedeu entrevista ao Campo Grande News hoje. (Foto: Fernando Antunes)

Com ingresso na corrida eleitoral após renúncia de candidato, Lauro Davi (Pros) está no páreo desde 25 de agosto e aposta na experiência de quem esteve à frente da Cassems (Caixa de Assistência dos Servidores) por 10 anos para dizer que a “saúde tem jeito”.

“A gente, em relação ao grupo dos demais candidatos, entrou com atraso. Primeiro, nós não ocupamos a mídia naquele pré-lançamento porque o Pros tinha outro pré-candidato. Mas essa semana começamos a acompanhar os candidatos a vereadores nas reuniões e atendendo, basicamente, as questões da imprensa. Mesmo assim, a receptividade ao nosso nome melhorou muito a performance dos nossos candidatos a vereadores, teve recepção muito boa na própria sociedade”, diz Lauro.

Sobre saúde, o candidato evoca a criação e administração da Cassems, que atende a quase 10% da população do Estado. “O caos que está na saúde hoje era o caos que estava lá atrás. Isso nos qualifica para dizer que a saúde tem jeito e não é tão difícil . É só não transformá-la num palanque político eleitoreiro. Temos condições e competência para gerir a saúde de Campo Grande dentro de padrões diferentes do que a gente tem assistido até então”.

Segurança – O candidato afirma que é preciso reestruturar a parte que cabe à prefeitura, no caso a Guarda Municipal, e buscar parceria com o governo do Estado. Uma proposta é criar programas sociais para atender crianças e adolescentes.

“Pensar e criar mecanismos de ocupar essa meninada, dar atividade e oferecer para as famílias melhores condições de vida, emprego, renda e até de concepções morais, de família mesmo”, afirma.

Outro projeto é manter é manter guardas e policiais nas escolas. “A presença da autoridade policial ou da Guarda Municipal para que possa funcionar igual radar no trânsito. O radar controla muito bem o fluxo de veículos. A presença da polícia controla bem os agrupamentos sociais", salienta.

Educação – Neste segmento, as propostas do candidato do Pros é manter salário em dia para que os professores trabalhem com tranquilidade e investir em modernização do ensino. “A criançada tem acesso muto fácil ao conhecimento do mundo e nós ainda estamos fazendo educação com giz e apagador”, diz Lauro Davi.

Câmara – Sobre a relação com os vereadores, o candidato afirma que já teve experiência na Assembleia Legislativa e que a convivência será normal. “Se eleito, não haverá loteamento das funções administrativas da prefeitura para o Legislativo. Não terá nenhuma barganha de cargo político por qualquer outra oferta. Tem que ser técnico e capaz”, defende.

Lauro Davi tem 59 anos, casado e quatro filhos. Ele é professor aposentado da UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul), mestre em Educação e foi deputado estadual. Campo Grande News promove uma rodada de entrevistas com os postulantes ao cargo de chefe do Paço Municipal.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions