A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 19 de Outubro de 2019

28/06/2019 17:36

Ministra recebe demandas, mas também pede recursos à bancada de MS

Damares Alves se reúne com secretários e deputados, a quem recomendou destino de recursos para conselhos tutelares e Uneis

Humberto Marques e Fernanda Palheta
Ministra cumpriu série de agendas em Campo Grande ao longo da sexta-feira. (Foto: Kísie Ainoã)Ministra cumpriu série de agendas em Campo Grande ao longo da sexta-feira. (Foto: Kísie Ainoã)

Em reunião na tarde desta sexta-feira (28) com representantes do governo do Estado e deputados de Mato Grosso do Sul, a ministra Damares Alves (Mulher, Família e Direitos Humanos) recebeu demandas a serem atendidas pela pasta em Mato Grosso do Sul, mas também recomendou aos parlamentares a destinação de recursos de emendas para que ajudem a equipar conselhos tutelares e construir mais vagas nas unidades socioeducativas.

O encontro, na Governadoria, contou com a presença dos secretários Eduardo Riedel (Governo e Gestão Estratégica), Elisa Cleia Nobre (Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho) e Antônio Carlos Videira (Justiça e Segurança Pública), além do assessor especial Carlos Assis, dos deputados estaduais Rinaldo Modesto (PSDB) e Antônio Vaz (PRB) e federais Humberto Pereira Junior (PSDB) e Beatriz Cavassa (PSDB). Todos apresentaram solicitações a serem atendidos pelo setor de Assistência Social do governo de Jair Bolsonaro, porém, também ouviram solicitações, conforme detalhou a ministra ao fim do encontro.

“Pedi aos secretários para que estejam juntos na defesa da infância, por meio da transversalidade de todo o tema em todas as secretarias, e emendas parlamentares para equipar os Conselhos Tutelares do Estado”, afirmou a ministra, segundo quem 34 municípios do Estado não contam com a estrutura de proteção à infância e adolescência. Os deputados também receberam de Damares recomendação para que destinem valores de suas emendas para equipar os conselhos.

Outra demanda apresentada pela ministra envolveu o déficit de vagas nas unidades socioeducativas de internação de menores infratores, para que sejam construídas novas estruturas do gênero em Mato Grosso do Sul.

Dos presentes, a ministra ouviu solicitações como atendimento a questões do Estado referentes às populações indígenas, crianças, mulheres e idosos. Demonstrando preocupação com a questão do álcool e das drogas nas aldeias, ela garantiu levar o “raio-x das necessidades do Estado para análise em Brasília”.

Damares Alves cumpriu uma série de compromissos em Campo Grande ao longo do dia, que incluíram visita à Casa da Mulher Brasileira, a qual prometeu replicar a experiência pelo país, e entregou cinco veículos para atender a conselhos tutelares no Estado.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions