A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

27/02/2012 17:20

PDT volta a falar em aliança com PMDB à Prefeitura em Campo Grande

Fabiano Arruda
Segundo vereador Paulo Pedra, PDT busca aliança vitoriosa para na campanha à Prefeitura da Capital.Segundo vereador Paulo Pedra, PDT busca aliança vitoriosa para na campanha à Prefeitura da Capital.

Partidos acostumados a serem vistos em palanques opostos, como na eleição ao Governo do Estado em 2010, PDT e PMDB podem caminhar juntos, menos de dois anos depois, na disputa pela prefeitura de Campo Grande neste ano.

Segundo o presidente do diretório pedetista na Capital, vereador Paulo Pedra, a sigla está preocupada em eleger entre três e quatro vereadores à Câmara Municipal e busca "aliança vitoriosa".

“O partido tem candidato próprio e, caso não vingue, vamos dialogar com o PMDB sem problemas”, explicou o parlamentar. O candidato a prefeito pelo PDT à prefeitura de Campo Grande é o ex-deputado federal Dagoberto Nogueira.

Conforme Pedra, ele aparece, em pesquisas eleitorais, atrás apenas do deputado estadual Alcides Bernal (PP) na preferência dos campo-grandenses.

O vereador também analisa que o momento dos partidos na eleição de 2010 era diferente. “Política é feita de momentos e alianças”, pontuou.

O pedetista ainda enaltece a postura do governador André Puccinelli (PMDB) com o partido. Segundo ele, Puccinelli tem respeitado as bases eleitorais do PDT no interior do Estado.

“Cada aliança é uma aliança e as particularidades locais devem ser respeitadas. Em Iguatemi, por exemplo, o PMDB pode ser nosso vice na disputa pela Prefeitura”, comparou, ressaltando que são os diretórios municipais que devem ter maior autonomia para decidir as alianças.

Pedra garante que tem debatido a ideia de aproximação do PDT com seus colegas vereadores do PMDB e, segundo ele, não há resistência.

Nos bastidores, a aproximação de PDT e PMDB ganha força de forma mais clara desde o ano passado. A acomodação de Dagoberto Nogueira em cargo na Assembleia Legislativa é um dos sinais.

As principais lideranças do PDT com mandato, como o deputado Felipe Orro e o próprio Paulo Pedra, também deram mostras de que “tiraram o pé do acelerador” como oposição neste ano.

Bernal e Dagoberto defendem aliança com PT para fortalecer oposição
Os pré-candidatos à prefeitura de Campo Grande, Dagoberto Nogueira (PDT), e Alcides Bernal (PP) defendem uma aliança com o PT ainda no primeiro turno...
Assembleia vota Orçamento de R$ 14,4 bilhões de 2018 na terça-feira
O Orçamento de R$ 14,4 bilhões do Governo de Mato Grosso do Sul para 2018 passará pela votação em segunda discussão na terça-feira (19) na Assembleia...


kkkkkkkkkkkkkk Já perdeu o cartório, imagine perder a eleição. Vai ter que carpir lote lá pras bandas do Carandá....
Quero só ver. Atira, atira e atira, mas agora vai voltar a falar baixinho, baixinho e baixinho
 
Orlando Lero em 27/02/2012 09:48:34
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions