ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, TERÇA  27    CAMPO GRANDE 25º

Política

Se não for julgado amanhã, agravo da Câmara no TJMS ficará pra dezembro

Zemil Rocha | 25/11/2013 19:29
Edil luta para que agravo seja votado amanhã no Tribunal de Justiça (Foto: arquivo)
Edil luta para que agravo seja votado amanhã no Tribunal de Justiça (Foto: arquivo)

Caso o desembargador Hildebrando Coelho Neto não coloque em votação amanhã (26), na 1ª Turma Cível, o agravo regimental protocolado pela Câmara de Campo Grande, no sábado, o processo sobre a continuidade ou não dos trabalhos da Comissão Processante, a qual apura denúncias que podem levar à cassação do prefeito Alcides Bernal (PP), pode só ser julgado na primeira terça-feira de dezembro, dia 3. “Se não julgar amanhã, ficará para a próxima sessão, na terça-feira da semana que vem”, informou o advogado André Luiz Pereira da Silva.

Na tentativa de buscar a compreensão de Neto haveria um encontro com o presidente da Comissão Processante, vereador Edil Albuquerque (PMDB). “O Edil ficou de conversar com o desembargador, mas não sei se foi”, disse o advogado.

Do ponto de vista de andamento normal dos processos, a tendência natural seria que o agravo só estivesse em condições de ser pautado para a semana que vem. No entanto, se Edil tiver sucesso, o relator Hildebrando Neto pode agilizar a tramitação. “Não tem prazo definido. Nada impede, como é agravo, que o relator leve à sessão para colocá-lo em pauta, por motivo de ordem”, opinou André Luiz.

Já quanto ao agravo regimental endereçado ao desembargador João Maria Lós, que está prestes a entrar de férias, a primeira data disponível para julgamento no colegiado que ele integra, da 3ª Seção Cível, é 20 de janeiro de 2014.Essa seção faz reunião na terceira segunda-feira de cada mês e no caso de novembro ela aconteceu no dia 18.

Nos siga no Google Notícias