A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

16/12/2010 08:02

Uso de agrotóxico gera prejuízo de R$ 10 mil a apicultores de Ponta Porã

Ricardo Campos Jr.

Cerca de 40 caixas de criação foram perdidas

Os apicultores acreditam que irão demorar cerca de 1 ano para recompor os enxames para a produção do mel que é comercializado na região (Foto: Folha do Campo)Os apicultores acreditam que irão demorar cerca de 1 ano para recompor os enxames para a produção do mel que é comercializado na região (Foto: Folha do Campo)

A aplicação de agrotóxico de forma desordenada acarretou um prejuízo de quase R$ 10 mil para apicultores do assentamento Itamarati em Ponta Porã, cidade que fica a 323 quilômetros de Campo Grande.

Segundo informações do site Mercosul News, já foram perdidas quase 40 caixas de criação de abelhas por conta do produto à base de Fipronil aplicado em uma área de plantio no pivô A-15 perto do córrego Lajeado, na comunidade Monte Rico (Fetagri) do Itamarati I.

Os apicultores acreditam que irão demorar cerca de 1 ano para recompor os enxames para a produção do mel que é comercializado na região.

O Fipronil é um veneno de ação lenta e a aplicação, como de qualquer outro, deve ser acompanhada por um agrônomo. Quando misturado a uma isca, a substância faz com que o inseto retorne à colônia e infecte os demais membros. A taxa de sucesso desse agrotóxico é de 95% em três dias para formigas e baratas, mas também é bastante efetivo para abelhas e vespas.

(Com informações do site Mercosul News)



A grande verdade é a seguinte. Se não souber usar agrótoxicos, o agricultor Dança e que sofre é o meio ambinte. O produtor tem que se consientizar que o receituario agronomico é prescrito para ser seguido a risca.
 
Antonio Cardoso Da Silva em 16/12/2010 09:00:25
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions