A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 15 de Agosto de 2018

21/07/2017 15:49

Estudantes fazem rifa de vôos para disputar campeonato de aeromodelismo

Paulo Nonato de Souza
Estudantes do curso de engenharia da Anhanguera, de Campo Grande, trabalham no projeto do aeromodelo para garantir vaga no SAE Brasil AeroDesign 2018 (Foto: Equipe Hercules/Divulgação)Estudantes do curso de engenharia da Anhanguera, de Campo Grande, trabalham no projeto do aeromodelo para garantir vaga no SAE Brasil AeroDesign 2018 (Foto: Equipe Hercules/Divulgação)

Mais do que uma disputa de criatividade sobre modelos e inovações tecnológicas, uma oportunidade para abrir portas no mercado brasileiro da aviação.

É o que espera um grupo de 20 estudantes de engenharia da Universidade Anhanguera, de Campo Grande, que se prepara para participar da 19ª edição do SAE Brasil AeroDesign, uma competição aeronáutica para universitários do Brasil e do exterior, no período de 26 a 29 de outubro no DCTA (Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial), em São José dos Campos, São Paulo.

Os estudantes campo-grandenses formam a equipe Hercules AeroDesign, uma homenagem ao C-130, considerado o maior avião do mundo, produzido nos anos de 1950 pelos Estados Estados, e famoso pelo tamanho e capacidade de aterrisar ou decolar em pistas pequenas ou improvisadas.

“Desta vez iremos para ganhar experiência, mas queremos ir para competir na edição de 2018. No momento estamos trabalhando no nosso projeto e temos prazo até 4 de setembro para a inscrição de projetos e plantas na seletiva nacional, uma espécie de torneio de acesso ao SAE Brasil”, disse Fernando Eterali, o capitão da equipe Hercules.

Pelo regulamento do SAE Brasil, a classificação para a competição do próximo ano depende da pontuação que o projeto e o vôo do avião projetado receberá na seletiva. “O nosso aeromodelo está em fase de projeto”, afirmou Fernando Eterali. Segundo ele, a previsão é iniciar a fase de testes de vôos no máximo até 2 de outubro.

Empreendedorismo e até rifa - Além do aspecto técnico, que é fundamental, a competição configura um exemplo prático de empreendedorismo para os estudantes de engenharia. Na condução de seus aeromodelos, eles vendem patrocínio e até rifas para o financiamento de seus projetos.

É o caso da equipe Hércules, que está vendendo uma rifa de voos panorâmicas sobre Campo Grande com duração de 30 minutos em um avião da Amapil.
A previsão da equipe é vender mil numeros ao preço de R$ 20 cada. Com sorteio previsto para o dia 9 de agosto, ada ganhador terá direito a levar dois acompanhantes no voo panorâmico no dia 12 do mesmo mês, às 15 horas.

“Precisamos de dinheiro para bancar a nossa viagem para São José dos Campos. A ideia é alugar uma van para levar toda a equipe”, comentou Fernando Eterali.

Na edição de 2016, o SAE Brasil AeroDesign reuniu 95 equipes de 77 instituições de ensino diferentes. Além dos brasileiros, participaram quatro equipes de universidades do México, Venezuela e Polônia.

A equipe Hercules prepara o projeto do aeromodelo para a seletiva do SAE Brasil AeroDesign do próximo ano ( Foto: Equipe Hercules/Divulgação)A equipe Hercules prepara o projeto do aeromodelo para a seletiva do SAE Brasil AeroDesign do próximo ano ( Foto: Equipe Hercules/Divulgação)


Legal a matéria, mas... mais do que informar a imprensa também podia ajudar citando os contatos para que quem queira comprar e concorrer.
#Ficaadica
 
Marcia em 21/07/2017 16:28:13
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions