ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JULHO, SEGUNDA  15    CAMPO GRANDE 19º

Capital

Ação de combate ao mosquito da dengue é intensificada na Capital

Agentes de saúde devem inspecionar residências e terrenos baldios para orientação da população

Por Antonio Bispo | 22/03/2024 15:08
Agente de saúde vistoriando residência em Campo Grande (Foto: Divulgação/PMCG)
Agente de saúde vistoriando residência em Campo Grande (Foto: Divulgação/PMCG)

A 2ª etapa da campanha “Meu bairro limpo – todos em ação contra a dengue” foi lançada pela Prefeitura de Campo Grande, na manhã desta sexta-feira (22), durante evento na Escola Municipal Doutor Eduardo Olímpio Machado, no Jardim Ouro Verde. A ação deve acontecer pelos próximos 10 dias.

Os bairros que receberão os trabalhos dos agentes nesta etapa estão na região do Lagoa. Até o fim do mês, serão inspecionadas casas e terrenos baldios, além de serem recolhidos e eliminados materiais inservíveis que podem ser criadouros de larvas do Aedes Aegypti, transmissor da dengue.

Na cerimônia, a secretária municipal de Saúde, Rosana Leite Melo, destacou a importância da colaboração da população no enfrentamento à doença que tem atingido níveis preocupantes.

“Hoje, graças ao empenho dos nossos agentes e parceiros, Campo Grande encontra-se em uma situação mais confortável se comparado com outras capitais e municípios do país, que enfrentam um cenário epidêmico. Mas isso não significa que podemos baixar a guarda, considerando que mais de 75% dos focos ainda são encontrados dentro das residências, o que reforça o alerta para que cada um faça a sua parte”, diz.

Na ação foram disponibilizados à população dois pontos de coleta de materiais para serem descartados objetos de grande volume, como móveis inutilizados, carcaça de eletrodomésticos e eletrônicos, bem como pneus ou aquilo que possa acumular água. Não será permitido o descarte de entulhos ou restos de podas de árvores.

1ª etapa – A campanha realizada no distrito do Anhanduizinho inspecionou mais de 11 mil imóveis e eliminou 7,4 mil depósitos de água parada. Além disso, foram encontrados 442 focos com larvas do mosquito da dengue.

Do dia 1º de janeiro a 19 de março deste ano, foram notificados 4.509 casos de dengue em Campo Grande. Até o momento, não houve a notificação de nenhum caso de zika e apenas cinco notificações por chikungunya.

Em todo o ano passado, a Capital registrou 17.033 notificações de dengue e seis óbitos provocados pela doença. Foram notificados, de janeiro a dezembro de 2.023, 92 casos de zika e 176 de chikungunya.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias