A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

12/04/2011 11:11

Deam cancela coletiva e não divulga retrato de suspeito do estupro na UFMS

Ricardo Campos Jr.

Assessoria disse que delegacia de pronunciará "oportunamente"

Estudante de química foi violentada dentro da universidade. (Foto: João Garrigó)Estudante de química foi violentada dentro da universidade. (Foto: João Garrigó)

A coletiva marcada pela Deam (Delegacia de Atendimento à Mulher) para as 9 horas da manhã desta terça-feira foi cancelada. A imprensa havia sido convocada para que fosse divulgado o retrato falado do estuprador que violentou uma estudante de química da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) na manhã de ontem.

O motivo alegado pela assessoria de imprensa da Polícia Civil foi que em face de novas informações obtidas pela Deam, que está trabalhando na tentativa de localizar o suspeito, a delegacia de pronunciará “oportunamente”.

Os investigadores já têm em mãos o nome e informações sobre o suspeito, que não foram divulgadas para preservar o trabalho da Polícia Civil.

A assessoria nega, ainda, que o cancelamento tenha relação com a operação frustrada para prender o suspeito, ocorrida ontem e que acabou com a fuga do mesmo.

Policiais da Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do bairro Piratininga monitoravam a casa do acusado, que fica no Jardim Centenário, com veículos descaracterizados.

Os agentes chegaram a um informante, que disse aos policiais civis que ele tinha planos de ir para Três Lagoas hoje, um dia depois do crime.

Entretanto, policiais do serviço reservado da PM (Polícia Militar) invadiram a residência.

Procurada pelo Campo Grande News, a PM disse que está averiguando a situação.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions