ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, QUARTA  12    CAMPO GRANDE 27º

Cidades

Comandante do Exército no Estado apoia fala de general sobre impunidade

José Luiz Dias Freitas defendeu em seu perfil no Twitter que Villas Boas “expressa as preocupações e anseios dos cidadãos brasileiros que vestem fardas”

Por Anahi Zurutuza | 04/04/2018 10:25
Comandante do Exército no Estado apoia fala de general sobre impunidade

O comandante militar do Oeste, general José Luiz Dias Freitas, retuitou a postagem do comandante do Exército Brasileiro, general Eduardo Villas Bôas, que está causando alvoroço desde a noite desta terça-feira (3), véspera do julgamento do habeas corpus de Luiz Inácio Lula d Silva (PT) no STF (Supremo Tribunal Federal).

O chefe do Exército em Mato Grosso do Sul, defendeu em seu perfil no Twitter que Villas Boas “expressa as preocupações e anseios dos cidadãos brasileiros que vestem fardas”.

“Estamos juntos, comandante!”, completou.

À esquerda, o general Freitas durante a troca de comando do CMO em agosto do ano passado (Foto: André Bittar/Arquivo)
À esquerda, o general Freitas durante a troca de comando do CMO em agosto do ano passado (Foto: André Bittar/Arquivo)

Polêmica – A mensagem publicada por Villas Bôas no Twitter inflamou debates sobre se o post do general representa ou não posicionamento do Exército Brasileiro e se serviu para pressionar o STF a “condenar Lula à prisão”, além de gerar discussão sobre até que ponto a instituição pode ou deve interferir em assuntos que são tratados no Judiciário, como é o caso do pedido da defesa do ex-presidente.

Na postagem, o comandante do Exército diz que repudia a impunidade. “Nessa situação que vive o Brasil, resta perguntar às instituições e ao povo quem realmente está pensando no bem do País e das gerações futuras e quem está preocupado apenas com interesses pessoais?”, questiona.

Mas, a frase que foi combustível sobre para a polêmica é a que Villas Bôas deixa supostamente subentendido que o Exército está pronto para agir caso outras instituições não cumpram seu papel.

“Asseguro à Nação que o Exército Brasileiro julga compartilhar o anseio de todos os cidadãos de bem de repúdio à impunidade e de respeito à Constituição, à paz social e à Democracia, bem como se mantém atento às suas missões institucionais”, postou.

A postagem provocou chuva de tuítes de apoio ao comandante por parte de outros militares.

CMO – O Comando Militar do Oeste informou, por meio da assessoria de imprensa, que não vai se posicionar a respeito do tuíte o general Villas Bôas, uma vez que a conta no Twitter é pessoal e não da instituição. Da mesma forma está sendo tratada a opinião do comandante militar do Oeste.

Contudo, o chefe do Estado Maior do Exército, general Fernando Azevedo e Silva, afirmou à Folha de S. Paulo que a fala de Villas Bôas é a opinião da corporação. "Se o comandante do Exército se manifestou, essa é a opinião do Exército", disse.