A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 21 de Outubro de 2017

18/02/2012 14:29

Ponte em Dourados traz segurança para moradores e corrige leito de córrego

Paula Vitorino
Ponto na Vila Cachoeirinha, em Dourados. (Foto: Divulgação)Ponto na Vila Cachoeirinha, em Dourados. (Foto: Divulgação)

A nova ponte construída na Vila Cachoeirinha, em Dourados, tem proporcionado mais segurança aos moradores e também benefícios ao meio ambiente. Por mais de uma década a ponte representou perigo à vida das pessoas que transitavam pelo local e um pequeno desvio no leito do córrego.

A obra, iniciada no ano passado pela Prefeitura, entrou na fase final nesta semana e tem recursos de $ 550 mil. Foi feito o trabalho de encabeçamento, o que permite a ligação da ponte com a Rua Osmar Faria Leite, e a limpeza das margens da ponte.

Conforme o secretário municipal de obras de Dourados, Jorge De Lucia, a estrutura da ponte antiga, além de muito próxima ao nível da água, cedeu com o tempo e causou assoreamento de parte do leito. Consequentemente, o acúmulo de lixo piorou a situação.

Diante disso, a Prefeitura realizou nesta semana a limpeza e a correção do curso do córrego, retirando a terra que provocou assoreamento e o lixo acumulado no leito.

“Com isso devolvemos ao córrego o curso original, prejudicado pelo assoreamento”, disse o secretário.

Para evitar qualquer impedimento ao fluxo de água e evitar acúmulo de lixo e outros materiais, a ponte foi construída meio metro acima do nível do solo e 3,5 metros acima do nível da água. O secretário explica que essa altura é suficiente para impedir inundação da ponte em dias de chuva, quando aumenta o volume de água.

A nova ponte da Vila Cachoeirinha tem 16 metros de extensão por 12,50

m de largura. A espessura da laje é de 20 centímetros. Já foi instalada proteção nas duas laterais da ponte e passarela para pedestres.

MPE apura em inquérito possível irregularidades no CCZ de Dourados
O MPE-MS (Ministério Público do Estado de Mato Grosso do Sul) apura desde o início do mês em inquérito civil a existência de irregularidades ambienta...
STF derruba liminares que impediam demarcação de terras indígenas em MS
O STF (Supremo Tribunal Federal) cancelou liminares que suspendiam a homologação de terras indígenas em Paranhos, a 469 quilômetros de Campo Grande. ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions