07/10/2014 17:38

Quatro favelas assinaram contratos para aquisição de casas na quinta-feira

Filipe Prado

Cerca de 240 famílias de quatro favelas de Campo Grande irão assinar na quinta-feira (9) os contratos para a aquisição de casas em dois residenciais. Além das casas, os moradores também poderão garantir os contratos dos serviços de água e energia elétrica.

A favela Portelinha e as localizadas nos Bairros Morada Verde, Jardim Montevidéo e na Rua Marquês de Herval serão as contempladas com o benefício, durante a assinatura no Teatro de Arena do Horto Florestal, às 8h.

As casas foram construídas com recursos do PAC II (Programam de Aceleração do Crescimento) Segredo/Taquari, com investimentos de R$ 27,4 milhões, sendo R$ 18,7 milhão de recursos federais e o restante de contrapartidas do Estado e Município.

Os residenciais serão entregues até o dia 30 de outubro, após um sorteio para saber o número do lote e quadra onde os beneficiados irão morar. As casas possuem medidas padrão de 4,18 m², com sala/cozinha, dois quartos, banheiro e área de serviço.

Segundo a diretora-presidente da EMHA (Agência Municipal de Habitação), Marta Lúcia Martinez, de acordo com assessoria de imprensa, serão entregues 482 casas no Bairro Moreninha IV e 812 apartamentos, combatendo o déficit habitacional, que em 2010 chegou a 28 mil casas, para famílias com renda mensal de 0 a 3 salários mínimos.

O planejamento da Prefeitura de Campo Grande é entregar mais de seis mil moradias, iniciadas em 2012, mas a meta para 2016 é construir seis mil residências.

imagem transparente