26/08/2019 15:20

André Puccinelli vai a Brasília discutir possíveis parcerias com o DEM em 2020

Ex-governador se reuniu hoje (26) com presidente da Anater, Ademar Silva Júnior, e o diretor Marco Aurélio Santullo

Leonardo Rocha
Marco Aurélio Santullo, o ex-governador André Puccinelli e Ademar Silva Júnior, em Brasília (Foto: Divulgação)Marco Aurélio Santullo, o ex-governador André Puccinelli e Ademar Silva Júnior, em Brasília (Foto: Divulgação)

O ex-governador André Puccinelli, presidente estadual do MDB, se reuniu hoje (26), em Brasília, com o presidente da Anater (Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural), Ademar Silva Júnior, e o diretor-executivo, Marco Aurélio Santullo. Na pauta eventuais alianças com o DEM, para as eleições de 2020.

Santullo, que é secretário-geral do DEM, contou que foi uma visita de cortesia do ex-governador, onde aproveitaram para falar sobre a política nacional e eventuais alianças entre os partidos em municípios do Estado.

“Ele (Puccinelli) foi nos visitar e conversamos sobre eventuais parcerias em diferentes municípios, onde pode ter aliança entre as legendas, foi uma conversa muito agradável”, disse Santullo, em entrevista ao Campo Grande News.

Sobre a Capital, Santullo ponderou que ainda não há nada decidido e que seu partido vai aguardar uma posição da direção nacional, para definir se fará aliança ou terá candidato próprio à prefeitura.

Já Ademar Silva Júnior, que também faz parte do DEM, disse que não se aprofundou nas questões partidárias, até por não estar por dentro da composição das alianças. “Sou filiado, mas estou focado no trabalho aqui na Anater, ao lado da ministra Tereza Cristina”, acrescentou.

Organização - No começo do mês Puccinelli declarou que está organizando o partido para as eleições municipais de 2020 e que gostaria que a legenda tivesse candidato próprio na maioria das cidades do Estado. Ele quer organizar a militância e trazer novas lideranças.

Nesta oportunidade também reafirmou que não pretende ser candidato a prefeito, mas defendeu que o partido tenha candidato próprio na Capital. Entramos em contato com o ex-governador para saber das reuniões em Brasília, mas ele não atendeu as ligações.

imagem transparente