A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


27/10/2015 06:00

Amigo de Lula diz como faz para pagar menos imposto

Edivaldo Bitencourt

Menos imposto – O pecuarista José Carlos Bumlai contou, em entrevista ao jornal O Estado de São Paulo, que só faz transações como pessoa física. O objetivo é pagar menos impostos. No agronegócio, explicou ele, pessoa física paga menos do que jurídica.

Invenções – Bumlai se apresentou, durante toda a entrevista, como produtor rural de Mato Grosso do Sul. Ele negou que tivesse crachá especial e acesso irrestrito ao Palácio do Planalto na época de Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Também frisou que só perdeu os boatos.

Frustração – O pecuarista destaca que tentou encontrar uma solução para o conflito entre produtores rurais e índios no Estado. José Carlos Bumlai é taxativo sobre o assunto: só não foi resolvido porque faltou vontade política.

Sem reação – Os opositores do prefeito Alcides Bernal (PP) não conseguiram convencer o Gaeco de que ele adotou o mesmo esquema para se livrar da cassação. Os promotores planejam voltar a centrar a investigação na denúncia de que houve compra de votos de vereadores para cassar o mandato do progressista.

Sem provas – O vereador Jamal Salem (PR) prestou depoimento, mas não apresentou provas de que Bernal ofereceu dinheiro aos vereadores. Ele manteve todo o depoimento na mesma linha de Luiza Ribeiro (PPS), de que ouviu dizer e tinha conhecimento de boatos.

Erro – Jamal admitiu, ao deixar o Gaeco, que cometeu um erro ao assumir o comando da Secretaria Municipal de Saúde. Ele destacou que a saúde é “bucha”, porque sempre precisa verba e não tem dinheiro. Na sua avaliação, o setor enfrenta caos porque não tem investimento.

Pop star – O vereador Jamal Salem sentiu-se no 15 minutos de fama na manhã de ontem. Ao deixar o Gaeco, ele sentiu-se a estrela do dia. “Nunca me senti tão valorizado como hoje”, ressaltou.

Mau exemplo – Um leitor do Campo Grande News flagrou uma viatura da Polícia Civil estacionada na vaga exclusiva para deficiente físico em frente à Central de Atendimento ao Cidadão.

Ambição – Apesar do aumento da força do PSDB, desde que assumiu o comando do Governo do Estado, o PMDB sonha alto em 2016. A sigla tem como meta eleger 30 prefeitos, quase o dobro em relação aos atuais 18 chefes de prefeituras no Estado.

Perfil – O ex-governador André Puccinelli (PMDB) traçou o perfil do candidato ideal para disputar a prefeitura da Capital. Ele contou que o candidato (a) deve ser novo, mas com experiência administrativa.

(colaboraram Antonio Marques e Leonardo Rocha)

2018 será ano mais curto para o Legislativo
Três meses – Carnaval, Semana Santa, campanhas eleitorais, Copa... Tudo isso encurta 2018 para os trabalhos legislativos. A observação é de Fábio Tra...
Máfia do Cigarro passa quase livre nas estradas
Esquema antigo - A atuação da Máfia do Cigarro em Mato Grosso do Sul vem de décadas e, de tempos em tempos, surge uma nova denúncia envolvendo polici...
MS também tem "bunker" cheio de dinheiro
Versão tupiniquim - O “bunker”de Geddel Vieira, que escondeu R$ 51 milhões de propina, tem versão pantaneira. Paredes de apartamento de um político e...
Secretário torce e comemora venda da folha
Torcida - Parecia um jogo valendo título a forma como o secretário de Finanças e Planejamento de Campo Grande, Pedro Pedrossian Neto, acompanhava a a...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions