A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 23 de Maio de 2018


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


07/10/2015 06:00

Bernal clama por orações para concluir mandato

Edivaldo Bitencourt

Novo rumo – O MPF (Ministério Público Federal) está com novo chefe em Mato Grosso do Sul. O procurador regional da República, Emerson Kalif Siqueira foi empossado no cargo pelo procurador geral da República, Rodrigo Janot. O substituto na chefia é Silvio Pettengil Neto.

Importância – Em Mato Grosso do Sul, a investigação mais importante conduzida pelo MPF é a Operação Lama Asfáltica, que apura envolvimento de empresários e políticos em fraudes em licitações públicas estaduais. O montante investigado supera R$ 600 milhões.

Só por Deus – O prefeito da Capital, Alcides Bernal (PP), pediu, na manhã de ontem (6), que os moradores o coloquem em suas orações. Segundo o chefe do Executivo, ele pede a ajuda de Deus para ter condições de trabalhar e concluir o mandato. Ele teme um "segundo" golpe, como vem admitindo em entrevistas. 

Irritado – Bernal deixou claro que não gostou da decisão da Justiça que soltou o empresário João Amorim, dono da Proteco. Ele destacou que há provas e gravações de conversas que o empreiteiro atuou para lhe cassar o mandato de prefeito no ano passado.

Reforço – Já os vereadores aproveitaram a ação do promotor de Justiça, Alexandre Capibaribe Saldanha, para reforçar as críticas contra Bernal. Eles destacaram que o pedido de afastamento do cargo e a devolução de R$ 13 milhões reforça o trabalho feito pelo legislativo, que levou à cassação de Bernal.

Não foi assim – O advogado Jail Azambuja, defensor de Gilmar Olarte, não gostou da informação do hospital, de que ele não teve crise hipertensiva. Ele destacou que, além da dipirona, o prefeito afastado foi medicado para baixar a pressão.

Quem vai pagar – Os deputados da CPI do Cimi decidiram convocar três pessoas para depor. A única dúvida foi saber quem vai pagar as passagens e hospedagens dos depoentes, considerando-se que os convocados não residem em Mato Grosso do Sul. A presidente da CPI, Mara Caseiro (PTdoB) vai pedir a liberação do dinheiro ao presidente do legislativo, Junior Mochi (PMDB).

Título – Aliás, Mara decidiu transferir o título eleitoral para Campo Grande. Prefeita de Eldorado por dois mandatos, a deputada colocou o nome para ser a candidata a prefeita em 2016. No entanto, ela não é o único nome. Márcio Fernandes (PTdoB) também cogita disputar a sucessão de Bernal.

Coffee Break – A Polícia Civil também investigou o escândalo da suposta compra de vereadores para cassar o mandato de Alcides Bernal. A investigação foi conduzida pela Deco (Delegacia Especializada de Combate ao Crime Organizado). A delegada Ana Cláudia Medina já enviou o inquérito para análise do Gaeco.

(colaboraram Aline dos Santos, Leonardo Rocha e Michel Faustino)

DEM e a disputa entre André e Reinaldo
Já escolhi - Sobre a declaração de Puccinelli que estaria "namorando" o DEM, o deputado Zé Teixeira fez brincadeira para dizer de qual lado da disput...
Maioria prefere Lava Jato à Copa do Mundo
Copa? – Pesquisa do Instituto Paraná mostra que, a menos de um mês do Mundial da Rússia, o brasileiro não está muito motivado com o assunto. A consul...
Ex-ministro não errou o “do Sul”, mas...
Gafe - O ex-ministro Henrique Meireles (MDB) em um dos diversos discursos no evento em Campo Grande neste sábado (19) confundiu Mato Grosso do Sul co...
PMs presos têm “festival de ações”
Conhecidos da justiça - Entre as duas dezenas de policiais militares de Mato Grosso do Sul presos esta semana por suspeita de facilitar a vida dos co...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions