A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 22 de Outubro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


07/10/2015 06:00

Bernal clama por orações para concluir mandato

Edivaldo Bitencourt

Novo rumo – O MPF (Ministério Público Federal) está com novo chefe em Mato Grosso do Sul. O procurador regional da República, Emerson Kalif Siqueira foi empossado no cargo pelo procurador geral da República, Rodrigo Janot. O substituto na chefia é Silvio Pettengil Neto.

Importância – Em Mato Grosso do Sul, a investigação mais importante conduzida pelo MPF é a Operação Lama Asfáltica, que apura envolvimento de empresários e políticos em fraudes em licitações públicas estaduais. O montante investigado supera R$ 600 milhões.

Só por Deus – O prefeito da Capital, Alcides Bernal (PP), pediu, na manhã de ontem (6), que os moradores o coloquem em suas orações. Segundo o chefe do Executivo, ele pede a ajuda de Deus para ter condições de trabalhar e concluir o mandato. Ele teme um "segundo" golpe, como vem admitindo em entrevistas. 

Irritado – Bernal deixou claro que não gostou da decisão da Justiça que soltou o empresário João Amorim, dono da Proteco. Ele destacou que há provas e gravações de conversas que o empreiteiro atuou para lhe cassar o mandato de prefeito no ano passado.

Reforço – Já os vereadores aproveitaram a ação do promotor de Justiça, Alexandre Capibaribe Saldanha, para reforçar as críticas contra Bernal. Eles destacaram que o pedido de afastamento do cargo e a devolução de R$ 13 milhões reforça o trabalho feito pelo legislativo, que levou à cassação de Bernal.

Não foi assim – O advogado Jail Azambuja, defensor de Gilmar Olarte, não gostou da informação do hospital, de que ele não teve crise hipertensiva. Ele destacou que, além da dipirona, o prefeito afastado foi medicado para baixar a pressão.

Quem vai pagar – Os deputados da CPI do Cimi decidiram convocar três pessoas para depor. A única dúvida foi saber quem vai pagar as passagens e hospedagens dos depoentes, considerando-se que os convocados não residem em Mato Grosso do Sul. A presidente da CPI, Mara Caseiro (PTdoB) vai pedir a liberação do dinheiro ao presidente do legislativo, Junior Mochi (PMDB).

Título – Aliás, Mara decidiu transferir o título eleitoral para Campo Grande. Prefeita de Eldorado por dois mandatos, a deputada colocou o nome para ser a candidata a prefeita em 2016. No entanto, ela não é o único nome. Márcio Fernandes (PTdoB) também cogita disputar a sucessão de Bernal.

Coffee Break – A Polícia Civil também investigou o escândalo da suposta compra de vereadores para cassar o mandato de Alcides Bernal. A investigação foi conduzida pela Deco (Delegacia Especializada de Combate ao Crime Organizado). A delegada Ana Cláudia Medina já enviou o inquérito para análise do Gaeco.

(colaboraram Aline dos Santos, Leonardo Rocha e Michel Faustino)

Crise da JBS rouba atenção de Temer
Foco na JBS - No Governo do Estado, a vinda do presidente Temer a Mato Grosso não teve a mobilização típica de visitas anteriores de presidentes. Na ...
Temer oscilou sobre decisão de vir para agenda em MS
Às pressas – A vinda do presidente Michel Temer para Mato Grosso do Sul neste sábado foi confirmada em cima da hora. A coluna apurou que tudo indicav...
Detran de MS avalia adesão a parcelar multa no cartão
Ainda não sabemos – O Detran de Mato Grosso do Sul avalia se vai fazer convênios que permitam parcelamento de multas no cartão de crédito. A autoriza...
Delcídio foi "fantasma" em sessão que manteve Aécio
Lembrado – O ex-senador e ex-petista Delcídio do Amaral está longe do Senado desde maio de 2016, quando foi cassado, mas nesta terça-feira foi bastan...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions