A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 22 de Outubro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


14/10/2015 06:00

Com cidade em crise, secretário vai à Itália

Edivaldo Bitencourt

Dia D – O Tribunal de Justiça definiu a data do julgamento de Gilmar Olarte (PP), afastado da Prefeitura desde o dia 25 de agosto deste ano. As testemunhas e os réus, incluindo-se Olarte e Luís Márcio Feliciano dos Santos e Ronan Edson Feitosa, serão ouvidos a partir das 9h do dia 27 de novembro deste ano.

Inocente – Olarte nega as acusações de corrupção e lavagem de dinheiro. Os crimes tiveram repercussão nacional quando o Fantástico, da TV Globo, fez matéria sobre o escândalo, que denominou como “golpe do cheque em branco”.

Inferno astral – A situação não tem sido fácil para Olarte desde que assumiu a prefeitura. Além deste inquérito, ele também é alvo da Operação Coffee Break, onde supostamente teria comprovado votos dos vereadores para cassar Alcides Bernal (PP).

Provações – Além de ter sido preso, o prefeito afastado é alvo de ação em que o Ministério Público Estadual pede o despejo da igreja Assembleia de Deus Nova Aliança. O templo foi construído em área pública. A Justiça também determinou a mudança no nome da igreja de Olarte

Vitória – Após deixar da prisão, Olarte profetizou que vai sair vitorioso ao final de todo o processo. Ele orou, cantou e profetizou para os irmãos de igreja que vai vencer e provar a inocência.

Passeio – Diretor-presidente da Emha (Agência Municipal de Habitação), o arquiteto Dirceu Peters curte com o cargo de presidente do Planurb (Instituto Municipal de Planejamento). Graças ao acúmulo de função, ele foi à cidade italiana de Torino como representante de Bernal de 12 a 16 deste mês.

Alegria – Dirceu Peters conseguiu a viagem internacional apesar da crise no município, que não consegue pagar salários dos servidores em dia nem retomar ações essenciais, como o tapa-buracos. Ele vai firmar convênio de cidades irmãs entre Campo Grande e Torino.

Problemas – Como nem tudo são flores na viagem a Itália, o presidente do Planurb lamenta estar sem comunicação com a Capital. No entanto, encontrou internet para postar momentos da viagem, como a espera do avião em Frankfurt e as belezas de Torino e Florença.

Sem líder – O prefeito da Capital, Alcides Bernal (PP), depende da Câmara para votar projeto em regime de urgência. No entanto, ainda não tem o líder do prefeito, que poderia articular as ações de interesse do Executivo. Só a liberação dos recursos judiciais poderia render mais de R$ 20 milhões aos cofres do município.

Gastos – A Assembleia Legislativa terá gasto em dobro para investigar os conflitos indígenas. Enquanto uma CPI foca nas ações do CIMI, outra vai investigar as causas do genocídio indígena. Enquanto isso, os conflitos seguem sem solução no Estado, na pendência de recursos da União.

(colaborou Antonio Marques e Leonardo Rocha)

Crise da JBS rouba atenção de Temer
Foco na JBS - No Governo do Estado, a vinda do presidente Temer a Mato Grosso não teve a mobilização típica de visitas anteriores de presidentes. Na ...
Temer oscilou sobre decisão de vir para agenda em MS
Às pressas – A vinda do presidente Michel Temer para Mato Grosso do Sul neste sábado foi confirmada em cima da hora. A coluna apurou que tudo indicav...
Detran de MS avalia adesão a parcelar multa no cartão
Ainda não sabemos – O Detran de Mato Grosso do Sul avalia se vai fazer convênios que permitam parcelamento de multas no cartão de crédito. A autoriza...
Delcídio foi "fantasma" em sessão que manteve Aécio
Lembrado – O ex-senador e ex-petista Delcídio do Amaral está longe do Senado desde maio de 2016, quando foi cassado, mas nesta terça-feira foi bastan...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions